Hesperian Health Guides

Hesperian Health Guides

Febre-amarela

A febre-amarela é transportada por mosquitos em África e nalgumas partes da América do Sul. Há dois tipos de febre-amarela que se propagam de maneiras diferentes:

A febre-amarela da selva passa através de mosquitos infectados para os macacos e de novo dos macacos para os mosquitos. As pessoas ficam infectadas quando são picadas por mosquitos que foram infectados pelos macacos. A febre-amarela da selva é rara e afecta sobretudo pessoas que trabalham em florestas tropicais.

A febre-amarela urbana é a causa da maior parte dos casos e epidemias de febre-amarela. Tal como a malária, o Zika e a dengue, a febre-amarela urbana propaga-se quando um mosquito pica e chupa o sangue de uma pessoa infectada e depois passa a infeccão para a pessoa seguinte que pica.

A febre-amarela urbana é propagada pelo mesmo mosquito preto que propaga a dengue. Tem pontos brancos ao longo das suas costas e pernas. Estes mosquitos vivem e reproduzem-se em águas paradas nas cidades, vilas e aldeias.

Sintomas

A febre-amarela provoca febre, arrepios de frio, dores musculares (sobretudo dores nas costas), dores de cabeça, perda de apetite, náuseas e vómitos, febre alta e pulsação baixa. Para a maior parte das pessoas, a doença desaparece ao fim de 3 ou 4 dias.

Mas para algumas pessoas, cerca de 1 em cada 7, a febre regressa 24 horas depois de desaparecerem os primeiros sintomas. Icterícia, dolores abdominais e vómitos podem ser seguidos por sangramento da boca, nariz, olhos e estômago. A morte pode ocorrer no prazo de 10 a 14 dias, mas metade das pessoas doentes com esta segunda volta da febre-amarela sobrevivem sem danos graves para a sua saúde.

Para ajudar a prevenir a febre-amarela, elimine os lugares onde os mosquitos podem reproduzir-se e mantenha tapados os recipientes com água.
Tratamento

O melhor tratamento para a febre-amarela é repouso na cama e ingestão de muitos líquidos. A maior parte das pessoas recuperam completamente com o passar do tempo e desenvolvem uma resistencia à doença. Um pequeno número de pessoas volta a ter a doença novamente, antes de recuperarem da primeira vez. Mas, habitualmente, elas também recuperam.

Prevenção

Tal como a malária, o Zika e a dengue, a melhor maneira de prevenir a febre-amerela é evitar as picadas de mosquito e controlar os mosquitos. A vacinação é a única prevenção segura para a febre-amarela, mas pode não estar disponível ou ser demasiada cara.

O livro da Hesperian Guia Comunitário de Saúde Ambiental tem mais informações sobre o controle dos mosquitos na comunidade.

pt.hesperian.org