Hesperian Health Guides

O DIU

O DIU (Dispositivo Intra-Uterino) é um objecto pequeno de plástico ou plástico e cobre, colocado no útero por um profissional de saúde treinado. Ele evita que o espermatezóide fertilze o óvulo e também evita que o ovo se implante no útero. Para informações sobre como inserir um DIU, consulte o capítulo 21 do A Book for Midwives, disponível em Espanhol na Hesperian.

Os DIUs são muito eficazes e podem ficar dentro do útero 5 a 12 anos, dependendo do tipo. Os DIUs não protegem contra o HIV ou outras infecções de transmissão sexual.

NWTND FP Page 16-2.png

Os DIUs são seguros tanto para as mulheres que já ficaram grávidas como para aquelas que nunca estiveram grávidas. Eles podem ser inseridos a qualquer momento, desde que a mulher não esteja grávida e não tenha uma infecção vaginal ou ITS. Quando o DIU é retirado, a mulher pode engravidar imediatamente.

WWHND10 Ch13 Page 217-1.png

Uma vez inserido no útero é pouco provável que ele saia mas não é impossível. Uma vez por mês, verifique se os fios do DIU ainda estão no lugar inserindo os dedos na vagina para palpa-los ou toca–los (não deve puxa-los). Se não consegue palpa-los ou se acha que o DIU saiu, use preservativos ou evite ter relações sexuais até que o profissional de saúde verifique.

Possíveis efeitos secundários do uso do DIU

O efeito secundário mais comum é uma menstruação mais intensa e mais dolorosa. Isto pode ser desconfortável, mas não é perigoso e geralmente diminui após alguns meses. Alguns tipos de DIU contém a hormona progesterona, o que poderá ajudar a diminuir o sangramento e o desconforto. Os DIUs com progesterona podem causar os mesmos efeitos secundários que a minipílula.

Quem não deve usar DIU

  • As mulheres com cancro do colo do útero ou do útero. Mulheres com cancro da mama não devem usar DIU com progesterona, mas elas podem usar um DIU de cobre com segurança.
  • As mulheres com gonorréia, clamídia ou Doença Inflamatória Pélvica (DIP) Infecções e problemas genitais (em desenvolvimento). Para saber mais sobre DIP, consulte "Infecção pélvica" em Dor abdominal, diarreia e parasitas.



Esta página foi actualizada: 23 jan. 2020