Hesperian Health Guides

Vitaminas e suplementos minerais

Multivitaminas


Os alimentos nutritivos são a melhor fonte de vitaminas. Mas quando a alimentação adequada não está disponível ou durante a gravidez quando as mulheres têm uma maior necessidade de nutrientes, devem ser usados suplementos vitamínicos.

Os suplementos vitamínicos e de minerais apresentam-se sob várias formas, mas os comprimidos são mais baratos. As injeções de multivitaminas são desnecessárias, constituem um desperdício de dinheiro, e podem provocar dor e infecções. Os tônicos e os elixires muitas vezes, não incluem as vitaminas que são necessárias e normalmente são muito caros para o pouco benefício que trazem.

Como usarNBgrnpill.png

A maioria das multivitaminas é tomada como 1 comprimido por dia, mas deve ler folheto informativo para ter mais informações.

Vitamina A, retinol

A vitamina A previne a cegueira nocturna e a xeroftalmia.

Para obter a vitamina A suficiente, as pessoas precisam de comer muita fruta amarela e vegetais, folhas verde-escuro de vegetais e alimentos como ovos, peixe e fígado. Em áreas onde a cegueira nocturna e xeroftalmia são comuns e comer o suficiente desses alimentos nem sempre é possível, dê vitamina A às crianças, a cada 6 meses.

ImportanteNBgrnimportant.png

Não use mais do que a dose sugerida. Muita vitamina A de cápsulas, comprimidos ou óleo pode ser perigoso. Não dê a dose normal do adulto de 200.000 U a meninas ou mulheres que possam estar grávidas, ou mulheres nos primeiros 3 meses de gravidez, porque isso pode causar dano ao bebé em desenvolvimento. Para mulheres grávidas, a vitamina A é administrada em doses menores com mais frequência, em vez de uma dose única grande.

Como usarNBgrnpill.png

Engolir comprimidos ou cápsulas. Mas para crianças pequenas, esmague os comprimidos e misture-os com um pouco de leite materno. Ou corte cápsulas abertas e esprema o líquido na boca da criança.

Para prevenir a deficiência de vitamina em crianças

Como parte de um programa de prevenção:

NWTND bag arrow.png
6 meses a 1 ano: dê 100.000 U por via oral (na boca) uma única vez.
Mais de 1 ano: dê 200.000 U por via oral (na boca) uma única vez. Repita a cada 6 meses.

Para tratar a cegueira nocturna

Se alguém já tiver dificuldade em ver ou tiver outros sinais de cegueira nocturna, 3 doses devem ser administradas. A primeira imediatamente, a segunda um dia mais tarde, e a terceira pelo menos duas semanas depois.

Para cada uma das 3 doses:

NWTND bag arrow.png
Menos de 6 meses: dê 50.000 U por via oral a cada dose.
6 meses a 1 ano: dê 100.000 U por via oral a cada dose.
Mais de 1 ano: dê 200.000 U por via oral a cada dose.
NWTND bag arrow.png
Mulheres grávidas: administrar 25.000 U por via oral, semanalmente, durante 12 semanas. Se ela continuar com sinais de cegueira nocturna ou outro problema ocular grave, por falta de vitamina A, um profissional de saúde experiente poderá dar uma dose maior à mulher grávida.

Crianças com sarampo

A vitamina A pode ajudar a prevenir pneumonia e cegueira – duas complicações comuns do sarampo.

NWTND bag arrow.png
Menos de 6 meses: dê 50.000 U por via oral, 1 vez por dia durante 2 dias.
6 meses a 1 ano: dê 100.000 U por via oral, 1 vez ao dia durante 2 dias.
Mais de 1 ano: dê 200.000 U por via oral, 1 vez por dia durante 2 dias.

Se a criança já tiver recebido uma dose da vitamina A, nos últimos 6 meses, administre este tratamento apenas por um dia. Se alguém com sarampo estiver gravemente desnutrido ou já começar a perder a visão, dê uma terceira dose da vitamina A, após 2 semanas.

Vitamina B6, piridoxina


As pessoas com tuberculose que estão a fazer tratamento com isoniazida (INH), por vezes, desenvolvem falta de vitamina B6. Os sinais de deficiência de vitamina B6 incluem: dor ou formigueiro nas mãos ou nos pés, espasmos musculares, nervosismo e problemas de sono.

Como usarNBgrnpill.png

Dê vitamina B6 todos os dias se a pessoa está a tomar isoniazida.

Para prevenir a deficiência de B6
Bebês e crianças pequenas: dê 10 mg por dia.
Crianças maiores e adultos: dê 25 mg por dia.

Para tratar a deficiência de B6
Recém-nascidos a 2 meses: dê 10 mg uma vez por dia, durante o tempo que existirem quaisquer sinais de deficiência.
Crianças maiores de 2 meses: dê entre 10 a 20 mg, 3 vezes por dia durante o tempo que existirem quaisquer sinais de deficiência .
Adultos: dê 50 mg, 3 vezes por dia durante o tempo que existirem quaisquer sinais de deficiência .

Iodo


O sal iodado e os mariscos são as melhores formas de obter iodo em quantidade suficiente. Nos locais onde não é possível obte-los, e onde há bócio ou hipotiroidismo (Cretinismo), dê suplementos de iodo.

Como usarNBgrnpill-drop.png
Com cápsulas:
Recém-nascidos a 1 ano: dê 100 mg uma vez por ano.
Se tiver uma cápsula de 200 mg, corte-a e esprema o conteúdo num copo pequeno, e faça o melhor para alimentar o bebê com metade (½) desse líquido. É normal que não seja exacto, mas não dê todo o conteúdo da cápsula a um bebê pequeno.
1 a 5 anos: dê 200 mg uma vez por ano.
6 anos a adulto: dê 400 mg uma vez por ano.
Na mulher grávida, para protege-la do bócio e ao seu bebê da deficiência: dê 400 mg uma vez durante a gravidez. Se for possível no início da gravidez é melhor, mas a qualquer momento durante a gravidez está bem.
Com óleo iodado:
1 a 5 anos: dê 0,5 ml (240 mg) uma vez por ano.
6 anos a adulto: dê de 0,5 a 1 ml (480 mg) uma vez por ano.
Mulheres grávidas: dê 1 ml (480 mg) uma vez, o mais possível no início da gravidez. Repetir 1 ano após o parto.

Ferro, sulfato ferroso, gluconato ferroso


O sulfato ferroso, é útil no tratamento ou na prevenção da maioria dos casos de anemia. O tratamento com sulfato ferroso por via oral dura geralmente pelo menos 3 meses.

O ferro actua melhor quando tomado com vitamina C (quer comendo frutas e legumes, ou tomando comprimidos de vitamina C).

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

O ferro por vezes provoca perturbações no estômago por isso é melhor tomar com as refeições. Além disso, pode causar obstipação especialmente em pessoas idosas, e pode fazer com que as fezes fiquem escuras (pretas). Veja conselhos sobre obstipação.

Beber suplementos de ferro em líquido escurece os dentes. Beba-o através de uma palhinha ou escove os dentes depois de toma-lo.

ImportanteNBgrnimportant.png

Verifique se a dose é correcta. O sulfato ferroso em excesso é um veneno. Não dê ferro a pessoas gravemente malnutridas. Espere até que elas recuperem a sua saúde.

Como usarNBgrnpillspoon.png

As diferentes apresentações de ferro contêm diferentes concentrações deste mineral. Por exemplo, um comprimido de 300 mg de sulfato ferroso contém cerca de 60 mg de ferro. Mas um comprimido de 325 mg de gluconato ferroso contém 36 mg de ferro. Por isso, leia o folheto informativo dos seus comprimidos, xarope, ou outro suplemento de ferro para saber o seu teor em ferro .

Para PREVENIR a anemia em mulheres grávidas e lactantes
Dê 300 mg de sulfato ferroso (60 mg de ferro) por dia. Um suplemento contendo uma combinação de ferro e ácido fólico é melhor, porque o ácido fólico ajuda a prevenir os defeitos a nascença e deve também ser tomado diariamente por mulheres grávidas e por aquelas mulheres que planeiam engravidar.


Para TRATAR a anemia:
Dê sulfato ferroso uma vez por dia, ou divida em duas doses, se provoca perturbações no estômago


DOSE DE SULFATO POR IDADE
FAIXA
ETÁRIA
QUANTO
POR TOMA
QUANTOS COMP.
de 300 mg.
QUANTO DE
FERRO TOTAL
Menores de 2 anos 125 mg de sulfato ferroso Use xarope ou esmague e misture ¼ de comprimido no leite materno Dê o suficiente para fornecer 25 mg de ferro
2 a 12 anos 300 mg de sulfato ferroso 1 comprimido de 300 mg de sulfato ferroso Dê o suficiente para fornecer 60 mg de ferro
Maiores de 12 anos 600 mg de sulfato ferroso 2 comprimidos de 300 mg de sulfato ferroso Dê o suficiente para fornecer 120 mg de ferro

Zinco


O zinco ajuda as crianças com diarreia a melhorarem mais rápido. Deve ser administrado além da bebida rehidratante.

Como usarNBgrnpill.png
Para os bebês, os comprimidos podem ser esmagados e misturados com leite materno ou um pouco de água. Pode ser que consiga obter um "comprimido dispersível", que se dissolve rapidamente e facilmente em líquidos.
Recém-nascidos a 6 meses: dê 10 mg, uma vez por dia durante 10 a 14 dias.
Mais de 6 meses: dê 20 mg, uma vez por dia, durante 10 a 14 dias.


Esta página foi actualizada: 19 out. 2021