Hesperian Health Guides

Doença cardíaca e hipertensão arterial: Medicamentos

Tipo de medicamentos para a tensão alta

Os medicamentos para a tensão alta funcionam de maneira um pouco diferente em cada pessoa e o problema cardíaco de cada pessoa pode ser diferente. Quando os profissionais de saúde tratam a tensão alta e outros problemas cardíacos com medicamentos, geralmente começam com uma dose baixa. Dependendo de quão bem ele funciona para essa pessoa e se a tensão arterial baixa o suficiente, o medicamento é ajustado para tornar a dose um pouco maior ou um pouco menor. Outro medicamento pode ser adicionado ao primeiro ou usado em vez do primeiro. Quando as leituras da tensão arterial estão a níveis normais, isso significa que você está tomando a dose e o tipo correcto de medicamento ou medicamentos para a sua condição, e isso significa ter a tensão arterial controlada ou sob controlo. Ao iniciar o tratamento, meça a sua tensão arterial a cada poucas semanas.

Os profissionais de saúde também vigiam os efeitos adversos, se houver, que o medicamento causa e sabem se o medicamento pode ser facilmente encontrado e se é acessível ou gratuito. Se a pessoa parar de tomar o medicamento devido aos efeitos adversos ou ao custo, o profissional de saúde poderá trabalhar para encontrar uma solução.

Os medicamentos comuns para tratar a hipertensão arterial em adultos incluem:

  1. Hidroclorotiazida (HCTZ) ou outro diurético (“comprimidos de água”)
  2. Amlodipina ou outro bloqueador dos canais de cálcio (os nomes destes geralmente terminam com -dipina)
  3. Captopril, enalapril ou outro inibidor da Enzima Conversora da Angiotensina (IECAs) (os nomes destes geralmente terminam em -pril)
  4. Losartan ou outro Bloqueador dos Receptores da Angiotensina (BRA) (os nomes destes geralmente terminam em -sartan)
  5. Atenolol ou outro beta-bloqueador (os nomes destes geralmente terminam em -lol). Quando os beta-bloqueadores são usados no tratamento da tensão alta, eles são usados em combinação com outros medicamentos.


Existem também medicamentos que combinam 2 medicamentos para o coração em 1 comprimido. Este pode ser mais caro do que comprar cada um separadamente, mas pode ser mais conveniente.

ImportanteNBgrnimportant.png

Aprenda com os profissionais de saúde experientes que medicamentos podem ser combinados. Aprenda a melhor dose inicial para cada medicamento quando a pessoa tiver outra condição junto com a tensão alta, como insuficiência cardíaca congestiva, colesterol alto, diabetes ou problemas renais.

Para uma pessoa com mais de 60 anos que toma medicamentos para a tensão alta pela primeira vez, comece com a dose mais baixa.

Se os medicamentos parecem não estar a funcionar, procure por doença renal, problemas na toma da dose correcta, outros medicamentos que eles tomam ou problemas da tiroide.

Diuréticos ("comprimidos de água")

A hidroclorotiazida (HCTZ), clortalidona, espironolactona, bendroflumetazida, triamtereno e furosemida são diuréticos.

Os diuréticos ajudam os rins a eliminarem o excesso de líquidos e sódio, fazendo com que a pessoa urine com mais frequência. Com menos líquidos no corpo, a tensão arterial baixa. Alguns diuréticos também dilatam os vasos sanguíneos para reduzir a tensão arterial.

Às vezes, os diuréticos são usados para tratar o inchaço (edema) da insuficiência cardíaca congestiva se o profissional de saúde puder monitorar com testes de laboratório como estes afectam o corpo.

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

Tonturas, urinar frequentemente, dor de cabeça, sede, cãimbras musculares e dor de estômago. A maioria das pessoas toma diuréticos de manhã para evitar urinar frequentemente à noite.

ImportanteNBgrnimportant.png

As mulheres grávidas não devem tomar diuréticos, a menos que outros medicamentos não controlem a sua tensão arterial.

Sinais de perigo: erupção cutânea grave, problemas respiratórios, problemas ao engolir e dor intensa nas articulações, especialmente nos pés. Procure ajuda imediatamente.

Como usarNBgrnpill.png

Os diuréticos como HCTZ, clortalidona e furosemida retiram o potássio do corpo. Coma bananas, laranjas, limão ou abacate muitas vezes para substituir o potássio. Se o exame de sangue mostrar que os níveis de potássio estão baixos, algumas pessoas precisarão de comprimidos de potássio. A espironolactona e triamtereno retêm potássio no organismo. Às vezes, são usados em combinação com outros diuréticos para manter o nível de potássio normal, mas precisam de mais cuidado se usados em combinação com os IECAs ou BRAs.

Os diuréticos também retiram magnésio do corpo. Coma vegetais, iogurte e abóbora para substituir o magnésio.

Os níveis de potássio e a função renal devem ser verificados através de exames de laboratório algumas semanas após o início dos diuréticos e, a cada 6 a 12 meses, se você estiver tomando hidroclorotiazida e, ainda mais frequentemente, se estiver tomando furosemida. A furosemida é um diurético potente e a pessoa precisa de ser monitorada.

HIDROCLOROTIZIDA (HCTZ)


A hidroclorotiazida apresenta-se em comprimidos de 25 mg e 50 mg.

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: A dose usual inicial é de 12,5 mg, uma vez ao dia, de manhã.


Se necessário, a dose pode ser aumentada para 25 mg por dia após algumas semanas, se a tensão arterial não for controlada com a dose mais baixa.

Não tome mais de 25 mg por dia. Tomar mais não baixa a tensão arterial, apenas aumenta os efeitos adversos.

Bloqueadores dos canais de cálcio

A amlodipina, nifedipina, diltiazem e verapamil são bloqueadores dos canais de cálcio.

Os bloqueadores dos canais de cálcio impedem a entrada de cálcio nos vasos sanguíneos e no coração. Isso relaxa os vasos sanguíneos, ajudando a baixar a tensão arterial.

Eles também são usados para a dor no peito (angina).

As pessoas com diabetes podem tomar bloqueadores dos canais de cálcio.

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

A amlodipina e nifedipina podem causar inchaço no tornozelo. Previna o inchaço, evitando alimentos salgados, fazendo exercícios e mantendo as pernas elevadas ao sentar. Se o inchaço continuar, pode ser necessário trocar o medicamento.

Os efeitos adversos ligeiros, como dor de cabeça leve, sonolência ou dor de estômago, às vezes desaparecem uma ou duas semanas após o início do tratamento. Converse com o profissional de saúde sobre como mudar o medicamento se os efeitos adversos continuarem.

ImportanteNBgrnimportant.png

Nem todos os bloqueadores dos canais de cálcio podem ser usados durante a gravidez.

As pessoas com alguns tipos de insuficiência cardíaca congestiva e outras doenças cardíacas não devem usar bloqueadores dos canais de cálcio.

As pessoas que tomam bloqueadores dos canais de cálcio e também tomam estatinas precisarão de uma dose mais baixa de estatinas.

Sinais de perigo: erupção cutânea grave, dor no peito, desmaio, batimentos cardíacos irregulares, inchaço de qualquer parte do rosto, boca, braços ou pernas. Procure ajuda imediatamente.

Como usarNBgrnpill.png

A amlodipina vem em comprimidos de 5 mg e 10 mg.

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: A dose inicial usual é de 5 mg, 1 vez por dia.

Depois de algumas semanas, verifique se a tensão arterial está controlada. Se necessário, a dose pode ser aumentada para 10 mg.


Não tome mais de 10 mg por dia.

IECAs e BRAs

Os inibidores da enzima conversora da angiotensina (IECAs) e os bloqueadores dos receptores da angiotensina (BRAs) são dois tipos de medicamentos que agem de maneira semelhante. Ambos são usados para baixar a tensão alta, na insuficiência cardíaca congestiva, para outros tipos de doença cardíaca e ajudar a proteger os rins das pessoas com diabetes.

Os IECAs e os BRAs bloqueiam uma substância no sangue que contraem e tornam os vasos sanguíneos mais estreitos. Quando os vasos sanguíneos relaxam e dilatam, a tensão arterial baixa.

O captopril, enalapril, lisinopril são IECAs. O losartan é um BRA.

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

Os IECAs podem provocar tosse seca. Se você tossir, mude para um BRA, como o losartan, que não causa tosse.

Outros efeitos adversos possíveis: erupção cutânea, tontura, sensação de cansaço, dor de cabeça, problemas para dormir ou batimentos cardíacos acelerados.

ImportanteNBgrnimportant.png

Não dê as mulheres grávidas ou que possam engravidar. IECAs e BRAs são perigosos para o bebé em desenvolvimento.

Evite o uso em pessoas com doença renal grave.

Evite o ibuprofeno e outros medicamentos anti-inflamatórios ao tomar IECAs ou BRAs.

Sinais de perigo: dor no peito, problemas respiratórios, problemas ao engolir, inchaço de qualquer parte da face, boca ou pernas. Procure ajuda imediatamente.

Como usarNBgrnpill.png

Os IECAs e os BRAs aumentam o potássio. Um exame de sangue deve ser realizado algumas semanas após o início de um IECA para monitorar a saúde dos rins e o nível de potássio. Isso é especialmente importante se a pessoa tiver uma doença renal, mesmo ligeira. Tenha muito cuidado e monitore cuidadosamente os níveis de potássio através de exames de sangue se a pessoa também estiver tomando um desses diuréticos: espironolactona ou triamtereno.


CAPTOPRIL


Captopril apresenta-se em comprimidos de 25 mg e 50 mg

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: Quando o captopril é utilizado isoladamente, sem outros medicamentos para o coração, a dose inicial usual é de 25 mg por dia, dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (12,5 mg a cada toma).

Depois de algumas semanas, verifique se a tensão arterial está controlada. Se necessário, a dose pode ser aumentada. A próxima dose a tentar é de 50 mg por dia, dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (25 mg a cada toma). Se necessário, pode ser aumentada para uma dose de 100 mg por dia, dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (50 mg a cada toma).


Se o captopril for usado com diuréticos ou se a pessoa tiver 60 anos ou mais, a dose inicial é de 12,5 mg por dia, dividida ao meio e administrada 2 vezes ao dia (6,25 mg a ada toma).

Não tome mais de 100 mg por dia.


ENALAPRIL


O enalapril apresenta-se em comprimidos de 2,5 mg, 5 mg, 10 mg e 20 mg

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: Quando o enalapril é utilizado isoladamente, sem outros medicamentos para o coração, a dose inicial habitual é de 5 mg por dia.

Depois de algumas semanas, verifique se a tensão arterial está controlada. Se necessário, a dose pode ser aumentada. A maioria das pessoas dá-se bem com uma dose entre 10 e 20 mg por dia. Quando a dose é de 10 mg ou mais, funciona melhor se a dose for dividida ao meio e administrada 2 vezes ao dia.


Se o enalapril é usado com diruréticos, a pessoa tem 60 anos ou mais ou tem doença renal leve, comece com 2,5 mg por dia.

Não tome mais de 40 mg por dia.


LOSARTAN


Losartan apresenta-se em comprimidos de 25 mg, 50 mg e 100 mg.

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: Quando o losartan é utilizado isoladamente, sem outros medicamentos para o coração, a dose inicial habitual é de 50 mg por dia, 1 vez ao dia ou dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (25 mg a cada toma).

Depois de algumas semanas, verifique se a tensão arterial está controlada. Se necessário, a dose pode ser aumentada para 100 mg por dia, 1 vez por dia ou dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (50 mg a cada toma).


Se o losartan for utilizado com diuréticos, a dose inicial é de 25 mg, tomada 1 vez por dia.

Não tome mais de 100 mg por dia.

Beta-bloqueadores

Os beta-bloqueadores diminuem a frequência cardíaca e o coração bombeie com menos força, resultando em baixa da tensão arterial. Se tomados todos os dias, os beta-bloqueadores ajudam a baixar a tensão alta e podem ajudar as dores no peito (angina). Os beta-bloqueadores são geralmente usados em conjunto com diuréticos ou outros medicamentos quando tomados para baixar a tensão arterial. Alguns beta-bloqueadores são usados para tratar a insuficiência cardíaca congestiva.

Atenolol, metoprolol, bisoprolol e carvedilol são beta-bloqueadores.

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

Sensação de cansaço, dor de estômago, dor de cabeça, tontura, obstipação (prisão de ventre), diarreia.

Se estes forem leves, às vezes desaparecem após algumas semanas de uso do medicamento.

ImportanteNBgrnimportant.png

Nem todos os beta-bloqueadores podem ser utilizados durante a gravidez.

As pessoas com diabetes devem usar beta-bloqueadores com cuidado se tiverem episódios de baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia).

Os beta-bloqueadores podem piorar a asma, portanto, as pessoas com asma devem usar com cuidado.

Os beta-bloqueadores também podem diminuir o pulso. Reduza a dose se o pulso for inferior a 60 pulsações por minuto.

Sinais de perigo: dor no peito, problemas respiratórios, batimentos cardíacos lentos, inchaço nas mãos, pés ou pernas.

Como usarNBgrnpill.png

Estes medicamentos devem ser iniciados com uma dose baixa e aumentados gradualmente a cada 1 ou 2 semanas. Se você estiver tomando uma dose alta desses medicamentos e precisar interrompê-los, eles deverão ser reduzidos lentamente ao longo de algumas semanas.


ATENOLOL


O atenolol apresenta-se em comprimidos de 25 mg e 50 mg.

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: a dose inicial habitual é de 25 mg uma vez por dia.

Após algumas semanas, verifique se a tensão arterial está controlada. Se necessário, a dose pode ser aumentada adicionando 25 mg, totalizando 50 mg por dia. Meça a tensão arterial novamente e repita o aumento, se necessário, após mais 2 semanas (para 75 mg, 1 vez por dia) e novamente em 4 semanas (100 mg, 1 vez por dia).


Não tome mais de 100 mg por dia.


TARTARATO DE METOPROLOL


O tartarato de metoprolol é um medicamento de acção curta que é tomado 2 vezes ao dia. É um medicamento diferente do succinato de metoprolol, que tem acção prolongada.

O tartarato de metoprolol geralmente apresenta-se em comprimidos de 50 mg e 100 mg.

Para a tensão alta

NWTND bag arrow.png
Adultos: a dose inicial habitual é de 50 a 100 mg por dia, dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (25 mg ou 50 mg a cada toma).

Após algumas semanas, verifique se a tensão arterial está controlada. Se necessário, a dose pode ser aumentada adicionando 50 mg a dose diária. Meça a tensão arterial novamente e repita o aumento, se necessário, após mais 2 semanas. A dose habitual é de 200 a 400 mg por dia, dividida ao meio e tomada 2 vezes ao dia (100 mg a 200 mg a cada toma).


Não tome mais de 400 mg por dia.

Estatinas

A sinvastatina, lovastatina, atorvastatina e pravastatina são estatinas.

As estatinas fazem o fígado da pessoa produzir menos colesterol. O excesso de colesterol limita a circulação sanguínea e dificulta o bombeamento do coração.

As estatinas são usadas para prevenir ataques cardíacos e AVCs em pessoas que já tiveram. Elas também são usadas para prevenir emergências cardíacas em pessoas com diabetes ou outros problemas de saúde que tornam mais provável um ataque cardíaco ou AVC.

As estatinas são muito úteis em pessoas que têm esses problemas graves. Elas também são dadas às pessoas para diminuir os níveis não saudáveis de colesterol.

Existem estatinas de intensidade moderada (como a sinvastatina) e estatinas mais fortes de alta intensidade (como a atorvastatina) usadas em pessoas com maior risco de ataque cardíaco.

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

As estatinas podem causar dor muscular. Quando esta é ligeira e não em todo o corpo, a dose pode ser reduzida para limitar o desconforto. Mas se a dor muscular for intensa ou sentida em todo o corpo (como tendo gripe), pare de tomar a estatina e consulte um profissional de saúde.

Os efeitos adversos ligeiros, como dor de cabeça, dor de estômago ou prisão de ventre (obstipação) são comuns e desaparecem após o corpo se habituar ao medicamento.

ImportanteNBgrnimportant.png

As estatinas não devem ser usadas durante a gravidez e geralmente não são administradas as mulheres que queiram engravidar.

Algumas estatinas não devem ser associadas com outros medicamentos. Às vezes, a combinação de medicamentos altera a dose de um ou de ambos. Por exemplo, pessoas que tomam amlodipina não podem tomar mais de 20 mg de sinvastatina. Informe o seu profissional de saúde sobre todos os medicamentos que está tomando para que ele possa verificar se há interacções medicamentosas.

Sinais de perigo: dores musculares intensas ou que afectam todo o corpo. Pare de tomar a estatina e consulte um profissional de saúde.

Como usarNBgrnpill.png

As estatinas são geralmente iniciadas em doses moderadas e reduzidas se houver efeitos adversos. Isso é diferente de alguns medicamentos para a tensão alta, onde uma dose mais baixa é experimentada primeiro e depois lentamente aumentada.

As estatinas funcionam melhor se tomadas antes de dormir.

SINVASTATINA


A sinvastatina apresenta-se em comprimidos de 5 mg, 10 mg, 20 mg e 40 mg.

Para baixar o colesterol em pessoas com alto risco de ataques cardíacos

NWTND bag arrow.png
Adultos: A dose inicial habitual é de 20 mg, 1 vez por dia.

A maioria das pessoas terá uma dose de 10 a 40 mg. Quando combinado com certos medicamentos, a dose de sinvastatina será menor. É importante conhecer todos os medicamentos que a pessoa está a tomar antes de iniciar a sinvastatina.


Não tome mais do que 40 mg por dia.



Esta página foi actualizada: 28 jul. 2021