Hesperian Health Guides

Segurança alimentar nas cidades

A maior parte das pessoas no mundo vive agora dentro ou à volta das cidades. Muitas pessoas vivem em campos de refugiados e noutras comunidades com más condições de alojamento e saneamento e pouco acesso a empregos, água limpa ou alimentos saudáveis. As pessoas têm uma melhor segurança alimentar nas cidades quando têm empregos, dinheiro e alojamento saudável. Assim, podem comprar e comer melhor comida, cozinhar e guardar os alimentos e mesmo produzir os seus próprios alimentos nas hortas urbanas.

A Mercearia do Povo
People tend a garden patch between buildings.

Tal como muitas áreas urbanas nos Estados Unidos, West Oakland (na Califórnia) tem mais lojas que vendem álcool e comida de plástico do que lojas que disponibilizam alimentos saudáveis e frescos. Como as lojas que vendem alimentos saudáveis têm preços demasiado caros para a maior parte das pessoas na comunidade, muitas pessoas de West Oakland estão malnutridas ou têm excesso de peso. Os problemas de alcoolismo, abuso de drogas e violência tornam este lugar perigoso para viver. Quase uma em cada quatro pessoas depende de programas de emergência alimentar.


Ao ver este problema, algumas pessoas juntaram-se para trazer alimentos saudáveis para a comunidade, a preços acessíveis para as pessoas. Começaram por juntar dinheiro para comprar um camião. Depois, pintaram o camião com cores fortes e instalaram um sistema de estéreo que tocava música popular. Todas as semanas, iam aos mercados de camponeses noutras partes da cidade e traziam de lá frutas e legumes. Estacionavam nas esquinas das ruas onde as pessoas se juntavam, tocavam música para atrair mais pessoas e vendiam os alimentos frescos a baixos preços. À medida que vendiam os alimentos, conversavam com as pessoas sobre a importância de uma dieta alimentar saudável.


Chamaram ao seu mercado móvel a Mercearia do Povo e convidaram as pessoas da comunidade a juntarem-se a eles. Algumas pessoas decidiram começar uma horta comunitária para cultivarem produtos frescos que podiam ser vendidos no camião da Mercearia do Povo.


Os jovens e os velhos trabalharam em conjunto e aprenderam sobre como cultivar alimentos. Outras pessoas plantaram hortas por si próprias. Em breve uma escola da vizinhança e um centro comunitário também fizeram hortas. A maior parte dos alimentos destas hortas eram vendidos pelo camião da Mercearia do Povo.


Depois de terem sucesso na comunidade, a Mercearia do Povo pediu ao governo da cidade que lhes desse terra, fundos e publicidade. Com algum apoio do governo, eles pensavam que o seu projecto poderia alimentar muitas mais pessoas.


A Mercearia do Povo continua a construir o sistema alimentar e a economia local, melhorando a segurança alimentar para todos em West Oakland. A Mercearia do Povo diz que ninguém deve viver sem alimentos saudáveis só porque é pobre ou vive na cidade. Eles dizem: Para ter segurança alimentar, precisamos de justiça alimentar!

Para construir segurança alimentar nas cidades, os governos devem ajudar

A história da Mercearia do Povo mostra como as pessoas numa comunidade urbana pobre estão a trabalhar para resolver os seus próprios problemas de segurança alimentar. O programa que eles desenvolveram ajudou muitas pessoas, mas não resolveu completamente os problemas de segurança alimentar.

A woman speaks.

  • Por que é que as pessoas de West Oakland não tinham alimentos saudáveis?
  • Como é que a Mercearia do Povo conseguiu que as pessoas se interessassem por alimentos saudáveis?
  • Como é que o governo local se podia envolver no apoio a este tipo de projecto?
  • Com que outros grupos ou instituições é que a Mercearia do Povo podia trabalhar para ajudar o projecto?
  • Como é que você pode ajudar a promover segurança alimentar na sua comunidade?

Política alimentar sustentável para as cidades

Para ter segurança alimentar duradoura, todos os aspectos da vida na cidade e do desenvolvimento devem ser discutidos. As pessoas responsáveis por planear o transporte, a educação, o emprego e o desenvolvimento de novas casas e povoamentos devem pensar como é que as pessoas na cidade obtêm os seus alimentos. Disponibilizar terra para hortas comunitárias, transporte para os mercados e ensino sobre as questões da segurança alimentar e nutrição nas escolas são ideias que os governos locais podem usar para ajudar as pessoas hoje, enquanto garantem que haverá melhor segurança alimentar amanhã.

People speak outside a store with signs reading "L.Shark's Sky High Store. Credit terms:10% interest per month. Coca cola, condensed milk, cigarettes, junk food, vitamin tonics. Sorry, no beans, rice, or maize." OU People speak outside a store with signs reading "People's Co-op. Credit without interest. Medicinal plants. Low cost staples. Beans, maize, rice, fruit. Sorry, no coca cola, condensed milk, beer, junk.
As lojas que vendem alimentos saudáveis a preços acessíveis apoiam a saúde comunitária.



Esta página foi actualizada: 14 abr. 2021