Hesperian Health Guides

Como é que os mosquitos causam doenças

As três doenças graves transportadas por mosquitos são a malária, a dengue e a febre-amarela. Cada uma destas doenças tem sintomas diferentes e é transportada por um mosquito diferente com hábitos de reprodução diferentes. Mas estas doenças podem ser prevenidas da mesma maneira, porque são passadas dos mosquitos para as pessoas.

Prevenir picadas de mosquito



Como se propagam as doenças causadas por mosquitos
EHB Ch8 Page 143-1.png
O mosquito pica uma pessoa que tem malária, dengue ou febre-amarela
O mesmo mosquito pica uma pessoa saudável
O mosquito pica a pessoa doente
A pessoa saudável fica doente
O mosquito pica outras pessoas, propagando a doença

Todas as doenças causadas por mosquitos podem ser prevenidas através da prevenção das picadas de mosquitos.

Para prevenir a reprodução dos mosquitos, ver Controlo comunitário dos mosquitos. Para reduzir o perigo de ser picado:

  • Use roupas que tapam completamente os braços, pernas, cabeça e pescoço (mangas compridas, calças e saias, e uma cobertura para a cabeça).
  • Use serpentinas anti-mosquito e repelentes como óleo de erva-cidreira, óleo de amargoseira ou folha de manjericão. Os repelentes são especialmente importantes para as crianças, porque eles podem prevenir as picadas de mosquito mesmo quando não são tomadas outras medidas preventivas.
  • Use redes mosquiteiras nas janelas e portas.
  • Use redes mosquiteiras sobre a cama e redes impregnadas com insecticida, para prevenir as picadas enquanto você ou os seus filhos dormem. Prenda as pontas das redes debaixo da cama ou do colchão, para que não haja aberturas. Em muitos lugares, os programas de apoio à gravidez oferecem redes mosquiteiras para a cama, a baixo custo ou de graça, para as mulheres e os seus filhos pequenos. Para serem eficazes, as redes mosquiteiras para a cama devem ser novamente impregnadas de 6 a 12 meses. Use igualmente uma rede quando dorme ao relento.

Nota: As redes mosquiteiras para a cama são mais eficazes para a malária, e menos eficazes para a dengue e a febre-amarela.




Esta página foi actualizada: 13 abr. 2021