Hesperian Health Guides

Problemas dos olhos e visão: Medicamentos

Medicamentos orais para diabetes tipo 2


Metformina


A metformina é um medicamento para diabetes que ajuda a insulina do corpo a funcionar melhor e diminui a produção de açúcar no fígado. Funciona bem em pessoas com diabetes tipo 2 que não conseguem controlar bem a sua diabetes com mudanças na alimentação e actividade física, mas não é usado em pessoas com diabetes tipo 1. É menos cara que os outros medicamentos para diabetes e não provoca aumento de peso. A metformina é administrada, às vezes, em conjunto com outros medicamentos para diabetes (sulfoniluréias ou insulina).

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

Diarreia, náusea, cólicas abdominais, gases e sabor metálico na boca. Tomar metformina com alimentos ajudará a prevenir esses efeitos adversos. Eles geralmente são leves e desaparecem 1 ou 2 semanas após o início do medicamento ou quando a dose é aumentada. Se os efeitos adversos continuarem, experimente uma dose menor ou um medicamento diferente.

ImportanteNBgrnimportant.png

Alguém que está desidratado ou tem uma infecção grave deve parar de tomar metformina até que melhore.

  • As pessoas com problemas renais devem fazer um exame de sangue para testar a função renal antes de iniciar a metformina.
  • As pessoas com doença renal leve devem tomar uma dose baixa de metformina (não mais que 1000 mg por dia).
  • As pessoas com doença renal grave não devem tomar metformina.


As pessoas com problemas cardíacos graves, doença hepática ou que tomem mais do que uma bebida alcoólica na maioria dos dias não devem tomar metformina. Uma pessoa com diabetes tipo 2 com cirurgia ou raios-x que usam corante deve ser instruída a parar de tomar metformina 1 dia antes e até 2 dias depois. Isto é feito para prevenir uma condição rara mas perigosa chamada acidose láctica.

Como usarNBgrnpill.png

Para qualquer pessoa que esteja a tomar medicamentos para diabetes, testar uma gota de sangue para medir o açúcar no sangue pode mostrar quão bem o medicamento, ou uma dose específica do medicamento, está a fazer efeito. Normalmente, uma pessoa começa com uma dose baixa e, em seguida, a dose é aumentada pouco a pouco. Assim, mais testes do que o habitual são feitos quando se inicia um novo medicamento para diabetes para ajudar a encontrar a dose que funciona melhor.

A metformina apresenta-se em comprimidos de 500, 850 ou 1000 mg e deve ser tomada com as refeições.

NWTND bag arrow.png
Para os adultos, geralmente a pessoa começa com 500 mg, 1 vez por dia, com a refeição nocturna.


Se os níveis de açúcar no sangue ainda estiverem elevados, a dose pode ser aumentada a partir da semana seguinte, utilizando um comprimido com mais medicamento ou tomando-o mais de uma vez por dia.

Por exemplo:

Semana 1: Tome 500 mg OU
Tome ½ comprimido de 850 mg todas as noites com o jantar.
Semana 2: Tome 850 mg por dia, tome ½ comprimido de 850 mg com o pequeno-almoço e ½ de um comprimido de 850 mg com o jantar OU
Tome 1000 mg por dia, 500 mg com o pequeno-almoço e 500 mg com o jantar todos os dias.


Para a maioria dos adultos, a metformina funciona bem quando eles tomam 1000 a 2000 mg no total por dia, metade com o pequeno-almoço e metade com o jantar. Também é possível tomar metformina 3 vezes ao dia (com o pequeno-almoço, almoço e jantar).

Por exemplo:

Para tomar um total de 1500 mg num dia, tome 500 mg com cada refeição, 3 vezes ao dia.
Mais de 2000 mg por dia geralmente não ajuda.
Nunca dê mais de 2550 mg por dia.
Quando a metformina é usada por uma criança, um médico ou um profissional de saúde experiente deve determinar e monitorizar a dose.

Outros medicamentos

Sulfoniluréias e insulina são medicamentos que às vezes são usados em vez de ou em conjunto com a metformina.

Sulfoniluréias


As sulfoniluréias são um grupo variado de medicamentos para pessoas com diabetes tipo 2. Eles ajudam o pâncreas a produzir mais insulina e ajudam o corpo a usar melhor a insulina. As sulfoniluréias de acção curta baixam o açúcar no sangue rapidamente, mas precisam de ser tomadas duas vezes ao dia. As sulfoniluréias de longa duração funcionam mais lentamente, mas duram mais tempo no corpo, portanto, a menos que precise de uma dose mais alta, ela geralmente é tomada uma vez por dia.

As sulfoniluréias podem ser usadas, elas só, ou combinadas com outros medicamentos para diabetes (metformina ou insulina) para controlar melhor os níveis de açúcar no sangue. Elas podem tornar-se menos eficazes quando alguém tem diabetes tipo 2 por um longo tempo.

Efeitos adversosGreen-effects-nwtnd.png

As sulfoniluréias podem fazer com que o nível de açúcar no sangue baixe muito rapidamente (ver Hipoglicemia), especialmente se alguém não comer depois de tomar este medicamento ou se estiver mais activo do que o habitual. Este perigo é mais provável com sulfoniluréias de acção prolongada como glibenclamida (gliburida) e clorpropamida, uma vez que duram mais tempo no corpo.

  • O aumento do apetite e do peso são efeitos adversos possíveis. Comer bem e ter actividade física suficiente pode ajudar a evitar isso.
  • Ingerir bebidas alcoólicas ao usar sulfoniluréias, especialmente clorpropamida, às vezes pode causar vómitos.
  • Para algumas pessoas, as sulfoniluréias causam erupção cutânea ou aumento da sensibilidade ao sol.
ImportanteNBgrnimportant.png

As pessoas com doença renal ou hepática, ou que tomem mais de uma bebida alcoólica na maioria dos dias devem usar sulfoniluréias com cautela.

Para pessoas idosas (acima de 65 anos de idade) ou pessoas com doença renal, é mais seguro usar sulfoniluréias de curta acção, como a glipizida, e começar com a menor dose, para evitar que o açúcar no sangue caia demais.

As sulfoniluréias não podem ser usadas por pessoas com diabetes tipo 1 ou por pessoas com alergia a sulfamidas.

Com excepção da glibenclamida (gliburida), as mulheres grávidas devem evitar o uso de sulfoniluréias, a menos que não haja outro medicamento disponível para diabetes.

As crianças com diabetes tipo 2 geralmente não recebem sulfoniluréias.

Sinais de ter tomado dose excessiva do medicamento

Os sinais de perigo do baixo nível de açúcar no sangue incluem dificuldade para caminhar, sentir-se fraco, dificuldade para ver, confusão, perda de consciência ou convulsões. Se a pessoa estiver consciente, dê-lhe algo doce rapidamente e uma refeição completa o mais rápido possível. Se estiver inconsciente, ponha uma pitada de açúcar ou mel sob a língua e continue dando pequenas quantidades até que ele recupere e possa comer sozinho.

Interacções com outros medicamentos

Outros medicamentos podem não funcionar muito bem quando uma pessoa está a tomar sulfoniluréias. E se alguém está a tomar insulina, algumas sulfoniluréias podem deixar de ser úteis para ela. Fale com um profissional de saúde sobre todos os medicamentos que está a tomar.

Como usarNBgrnpill.png

Para qualquer pessoa que esteja a tomar medicamentos para a diabetes, testar uma gota de sangue para medir o açúcar no sangue pode mostrar quão bem o medicamento, ou uma dose específica do medicamento, está a fazer efeito. Normalmente, uma pessoa começa com uma dose baixa e, em seguida, a dose é aumentada aos poucos. Assim, mais testes do que o habitual são feitos quando se inicia um novo medicamento para ajudar a encontrar a dose que funciona melhor.

As sulfoniluréias são utilizadas em adultos com diabetes tipo 2

Tome a sulfoniluréia 30 minutos antes de comer. É importante comer sempre depois de tomar este medicamento, porque se não estiver a tomar alimentos, o açúcar no sangue poderá tornar-se perigosamente baixo.

Se estiver a comer bem e a tomar o medicamento normalmente, mas o seu nível de açúcar no sangue continuar elevado, fale com um profissional de saúde. Uma mudança na dose ou um medicamento diferente pode ser necessário.

As sulfoniluréias são geralmente iniciadas na dose mais baixa e tomadas uma vez por dia antes do pequeno-almoço. A dose é aumentada muito lentamente ao longo de várias semanas se o nível de açúcar no sangue ainda estiver alto.

Cada uma das sulfoniluréias para adultos tem diferentes doses. Uma pessoa começa com uma dose baixa e é testada vários dias mais tarde para ver se os seus níveis de açúcar no sangue caíram o suficiente. Se ela precisa de uma dose mais elevada, a sua dose é aumentada um pouco.

Após mais uma semana, ela é testada novamente e a dose é ajustada novamente, se necessário. Uma dose demasiado elevada de sulfoniluréia é perigosa, pelo que a dose é alterada apenas uma pequena quantidade de cada vez.

GLIBENCLAMIDA (GLIBURIDA)

A glibenclamida é uma sulfonilureia de acção prolongada e geralmente apresenta-se em comprimidos de 1,25 mg, 2,5 mg e 5 mg.

NWTND bag arrow.png
A dose inicial é geralmente entre 1,25 e 5 mg, 1 vez por dia, antes da refeição matinal.


Se necessário, a dose pode ser aumentada. A maioria das pessoas dá-se bem com uma dose entre 2,5 mg e 10 mg por dia. Se tomar 10 mg ou mais por dia, é comum dividir a quantidade diária pela metade e tomá-la 2 vezes ao dia, uma vez antes da refeição da manhã e outra vez antes da refeição da noite.

Por exemplo:

NWTND bag arrow.png
Para tomar 10 mg por dia: tomar um comprimido de 5 mg antes da refeição da manhã e outro de 5 mg antes da refeição da noite.
NWTND bag arrow.png
Para tomar 15 mg, tomar três dos comprimidos de 2,5 mg, com o pequeno almoço e outros três dos de 2,5 antes do jantar. Não tome mais de 20 mg num dia.


GLIMEPIRIDA

A glimepirida é uma sulfonilureia de longa acção e geralmente apresenta-se em comprimidos de 1 mg, 2 mg e 4 mg.

NWTND bag arrow.png
A dose inicial é geralmente entre 1 mg e 2 mg, 1 vez por dia, antes da refeição da manhã.


Se necessário, a dose pode ser aumentada. A maioria das pessoas dá-se bem com uma dose entre 1 mg e 4 mg por dia, tomada uma vez por dia.

Não tome mais de 8 mg num dia.


GLIPIZIDA

A glipizida é uma sulfonilureia de curta acção e geralmente apresenta-se em comprimidos de 5 mg e 10 mg.

NWTND bag arrow.png
A dose inicial é geralmente de 2,5 mg, 1 vez por dia, antes da refeição da manhã. Para começar com 2,5 mg por dia, tome ½ do comprimido de 5 mg.


Se necessário, a dose pode ser aumentada. A maioria das pessoas dá-se bem com uma dose entre 2,5 mg e 20 mg por dia. Se tomar 10 mg ou mais, por dia, é comum dividir a quantidade diária pela metade e tomá-la 2 vezes ao dia, uma vez antes da refeição da manhã e outra vez antes da refeição da noite.

Por exemplo:

NWTND bag arrow.png
Para tomar 10 mg por dia: tomar um comprimido de 5 mg antes da refeição da manhã e outro de 5 mg antes da refeição da noite.


Não tome mais de 20 mgs em um dia.


GLICLAZIDA E GLICLAZIDA LP

Gliclazida vem em 2 formas.

Gliclazida regular geralmente apresenta-se em comprimidos de 80 mg.

NWTND bag arrow.png
A dose inicial é geralmente entre 40 mg e 80 mg, 1 vez por dia, antes da refeição da manhã. Para começar com 40 mg por dia, tome ½ do comprimido de 80 mg.


Se necessário, a dose pode ser aumentada. A maioria das pessoas dá-se bem com uma dose entre 40 mg e 240 mg por dia. Se tomar 160 mg ou mais por dia, é comum dividir a quantidade diária pela metade e tomá-la 2 vezes ao dia, uma vez antes da refeição da manhã e outra vez antes da refeição da noite.

Por exemplo:

NWTND bag arrow.png
Para tomar 160 mg por dia: tomar um comprimido de 80 mg antes da refeição da manhã e outro de 80 mg antes da refeição da noite.

Não tome mais do que 320 mg num dia.

Gliclazida LP (libertação prolongada) apresenta-se em comprimidos de 30 mg e tem uma dose diferente do gliclazida regular. Normalmente, a pessoa começa com 30 mg de gliclazida por dia.

Se necessário, a dose pode ser aumentada. A maioria das pessoas dá-se bem com uma dose entre 30 mg e 120 mg por dia, 1 vez por dia, antes da refeição da manhã. Se usar gliclazida LP não tome mais de 120 mg num dia.



Esta página foi actualizada: 28 jul. 2021