Hesperian Health Guides

Controlar o açúcar no sangue com medicamentos

Aprenda como o comer, exercitar-se e tomar medicamentos afectam o seu corpo, para evitar que o nível de açúcar no sangue suba tanto que faça com que não se sinta bem ou se torne uma emergência (hiperglicemia). Os medicamentos para diabetes podem ajudar a baixar ainda mais os níveis de açúcar no sangue, mas o excesso de insulina ou sulfoniluréias pode torná-los muito baixos e causar baixa taxa de açúcar no sangue (hipoglicemia). Se toma estes medicamentos, verifique os níveis de açúcar no sangue com frequência até saber o que os faz subir e descer. Dessa forma, pode saber que está controlando bem a sua diabetes.

Testando os seus níveis de açúcar no sangue

Como discutido em Testando para diabetes, os testes de sangue podem ser usados para diagnosticar diabetes. As pessoas também usam exames de sangue para controlar a diabetes. Usar um medidor de açúcar no sangue (glicómetro) e fazer um teste de A1C são duas maneiras de controlar os níveis de açúcar no sangue. Eles dão informações diferentes, mas ambos são úteis.

Um glicómetro é uma máquina simples que lê a quantidade de açúcar no sangue no momento em que se testa. É melhor testar em diferentes momentos do dia para ver como os resultados do teste mudam antes e depois das refeições e de dia para dia. Pode testar:

  • Antes de uma refeição. Um bom intervalo está entre 4,4 - 7,2 mmol / l (80 - 130 mg / dl).
  • 2 horas após o início de uma refeição. Um bom nível é inferior a 10 mmol / l (180 mg / dl).


Para testar, ponha uma gota de sangue do dedo numa fita de teste e o nível de açúcar no sangue vai aparecer no glucómetro. Dependendo do glucómetro, as instruções podem ser dadas para pôr a fita do teste no glucómetro antes de adicionar a gota de sangue à fita do teste (ver abaixo) ou as instruções podem dizer para pôr primeiro a gota de sangue na fita do teste.

uma mão sendo presa com uma agulha.
uma mão que toca numa fita do teste de um glucómetro.
Use uma agulha ou uma lanceta para obter uma única gota de sangue que se põe na fita do teste. Para este tipo de glucómetro, ponha a fita do teste em primeiro lugar, em seguida, toque no final da fita do teste para a gota de sangue no seu dedo.
uma mulher numa sala de espera com uma placa que diz "Grupo de Diabetes hoje".

Algumas pessoas têm glucómetros em casa e podem fazer o teste com frequência. Outros usam um glucómetro num centro de saúde local ou com um grupo de apoio para diabetes. Os glucómetros podem ser compartilhados entre muitas pessoas com segurança. Mas não compartilhe as agulhas ou lancetas para retirar sangue – elas podem transmitir o HIV ou outras doenças que são transmitidas pelo sangue.

O teste de A1C (teste de hemoglobina glicosilada) está disponível apenas nalguns centros de saúde ou hospitais. Este teste dá o nível médio de açúcar no sangue nos meses anteriores, por isso mostra como está controlando a sua diabetes em geral, em vez do seu nível nesse dia. Para a maioria das pessoas com diabetes, um bom nível é inferior a 8,0%. Se este teste estiver disponível, tente fazê-lo uma ou duas vezes por ano.

O seu profissional de saúde ou programa de diabetes pode usar números ligeiramente diferentes para a sua situação pessoal. O importante é que entenda o seu corpo, o que afecta o seu nível de açúcar no sangue e que nível faz sentir-se melhor.

NWTND Diab Page 19-2.png

Medicamentos para diabetes

Os medicamentos não curam a diabetes. Mas alguns medicamentos podem baixar os níveis de açúcar no sangue. Assim como algumas plantas medicinais.

A maioria das pessoas começa a controlar a diabetes tipo 2 sem medicamentos. A alimentação saudável, exercícios e plantas medicinais são muitas vezes suficientes para reduzir os níveis de açúcar no sangue, para que a pessoa permaneça saudável.

Se a alimentação saudável, mais exercício e as plantas medicinais não ajudarem a melhorar os sinais numa pessoa, os medicamentos podem ajudar a evitar que o nível de açúcar no sangue fique muito alto e impedir que novos problemas surjam. Às vezes, um profissional de saúde pode fazer com que se combinem dois medicamentos ou, após algum tempo, possa alterar a dose ou os medicamentos que o doente usa.

Os medicamentos devem ser tomados regularmente e no momento correcto. Certifique-se de que os membros da família também compreendam os efeitos adversos comuns dos seus medicamentos e o que fazer em caso de emergência. Lembre-se: os medicamentos são apenas uma parte do auto cuidado. É necessário comer alimentos saudáveis e permanecer activo enquanto toma medicamentos para a diabetes.

Metformina

A metformina é um medicamento muito comum para a diabetes e é a melhor escolha para muitas pessoas. A metformina é geralmente tomada 2 vezes ao dia. Quando se inicia o tratamento com a metformina, pode causar dores de estômago e diarreia. Isso geralmente desaparece em 1 a 2 semanas e muitas vezes pode ser evitado tomando metformina com a refeição. Se os efeitos adversos agravarem ou não melhorarem com o tempo, o seu profissional de saúde poderá parar o medicamento ou reduzir a dose. As pessoas com doença renal ou hepática não devem usar metformina.

Sulfoniluréias

As sulfoniluréias, tais como glibenclamida, glipizida e tolbutamida, são tomadas geralmente 1 a 2 vezes ao dia antes das refeições.

O perigo das sulfoniluréias é que elas podem baixar os níveis de açúcar no sangue, causando tontura, fraqueza, desmaio, tremores, sudação ou até a morte. Se algum desses sinais aparecer, coma ou beba algo doce rapidamente para aumentar o açúcar no sangue. Certifique-se de que os membros da família também conheçam os sinais de hipoglicemia e o que fazer para ajudar.

Para evitar que o açúcar no sangue fique muito baixo durante o tratamento com as sulfoniluréias:

  • Não perca as refeições. Se você não comeu, não tome a sulfoniluréia.
  • Comer alimentos protéicos ou outros alimentos nutritivos ao pequeno-almoço.
  • Comer alimentos adicionais quando fizer trabalho físico, exercício ou desportos.
  • Mantenha o sumo de frutas, doces ou açúcar consigo para o caso de começar a sentir-se fraco ou tonto.


Se o nível de açúcar no sangue baixar muito, o seu profissional de saúde poderá interromper o medicamento ou reduzir a dose.

Outro possível efeito adverso das sulfoniluréias é o aumento de peso. Pode precisar de prestar mais atenção à dieta e ao exercício, ou mudar para a metformina ou insulina. Depois de uma pessoa ter tomado sulfoniluréias por muitos anos, eles podem não funcionar tão bem para manter os níveis baixos de açúcar. Se isso acontecer, fale com um profissional de saúde.

Insulina

A insulina é administrada por injecção. É o caminho mais rápido para baixar o açúcar no sangue. Injectar insulina pode ser assustador no início, mas as pessoas aprendem como fazê-lo e se acostumam a isso. As pessoas com diabetes tipo 1 precisam de insulina para viver.

A insulina é uma hormona que o corpo produz para manter os níveis de açúcar no sangue num bom nível. As pessoas com diabetes tipo 1 não produzem insulina. As pessoas com o tipo 2 não produzem insulina suficiente. Existem muitos mitos sobre a insulina. A insulina não causa cegueira, não agrava a diabetes e não cria dependência quando se começa a tomá-la. A insulina permite-lhe gerir a sua diabetes e viver uma vida saudável.

Existem diferentes tipos de insulina. As insulinas de acção prolongada são usadas uma ou duas vezes ao dia para manter o nível de açúcar no sangue num bom nível dia e noite. As insulinas de acção curta são usadas antes das refeições, para que os alimentos ingeridos não aumentem muito o nível de açúcar no sangue.

Um perigo da insulina é que ela pode diminuir muito os níveis de açúcar no sangue. Uma pessoa pode ficar confusa, tonta, perder a consciência e até morrer de insulina em excesso. Evite baixos níveis de açúcar da mesma forma que as sulfoniluréias, tentando não perder refeições e levando doces para emergências.

Se tiver um medidor caseiro de glicemia (glucómetro), monitore os níveis de açúcar ao tomar insulina para ter a certeza de que eles não ficarão muito baixos. Se não tiver um glucómetro ou faltarem fitas, é melhor usar uma dose menor de insulina para evitar que os níveis de açúcar no sangue se tornem perigosamente baixos. Sem uma maneira de verificar o nível de açúcar no sangue, ter um nível um pouco alto é mais seguro.

uma seringa e um frasco de insulina. uma caneta de insulina.
A maioria das pessoas usa uma seringa para injectar insulina. A insulina também se apresenta sob a forma de canetas especiais, em que uma agulha é colocada para cada injecção. Estas são mais fáceis de usar, mas são mais caras.

A insulina deve ser mantida fria. Se não houver geleira, mantenha-a numa tigela com água fria e longe da luz solar.

Plantas medicinais baixam o açúcar no sangue

Em todo o mundo, os ervanários e curandeiros (médicos tradicionais) encontraram alimentos e plantas medicinais que podem ajudar a reduzir o açúcar no sangue. Aqui estão alguns exemplos:

  • Melão amargo
  • Fenacho
  • Berberina
  • Vinagre
  • Amora
  • Chá Mate
NWTND Diab Page 21-3.png
  • Canela
  • Aloe vera
  • Açafrão
  • Raiz de gengibre
  • Gymnema
  • Folhas amargas
  • Folha de moringa
NWTND Diab Page 21-5.png
Es NWTND Diab Page 21-4.png NWTND Diab Page 21-6.png

Pergunte aos curandeiros locais quais são as plantas medicinais disponíveis na sua área para baixar o açúcar no sangue, a melhor maneira de usá-las, e se elas são seguras de usar, enquanto também se usa insulina ou outros medicamentos.



Esta página foi actualizada: 05 dez. 2020