Hesperian Health Guides

Desinfectar com produtos químicos

A health worker covers her mouth as fumes come from a nearby cannister.
Os fumos químicos podem ser perigosos!

Todos os produtos químicos usados para desinfectar podem ser perigosos e precisam de ser usados com muito cuidado. Alguns produtos químicos, habitualmente usados para desinfectar, incluem a água oxigenada (6%), a lixívia com cloro, o etanol (70%) e o álcool isopropílico (70% a 90%).

Muitos produtos comuns de limpeza e desinfecção contêm glutaral ou formol. A exposição regular ao glutaral e ao formol podem causar cancro e morte. Estes produtos químicos não devem ser usados. (Ver “Desinfectar com produtos químicos mais seguros” e "Eliminação segura de resíduos químicos".)

Muitos centros de saúde usam estas orientações de segurança quando usam produtos químicos:

  • Usar os produtos químicos desinfectantes no exterior ou em divisões bem ventiladas, onde haja uma boa ventoinha extractora.
  • Usar apenas a quantidade de produto químico desinfectante necessária.
  • Usar luvas, óculos de protecção, uma máscara e roupas protectoras para proteger a sua pele, olhos e respiração quando usar ou eliminar produtos químicos.
  • Guardar os produtos químicos desinfectantes nos seus recipientes próprios. Pôr etiquetas nos recipientes. Não reutilizar esses recipientes para mais nada.
  • Não guardar ou misturar produtos químicos em baldes de água ou recipientes ou garrafas que possam ser usadas para alimentos ou bebidas.
  • Manter os recipientes dos produtos químicos bem fechados e guardados numa posição de pé. Verificar se há rachas, fugas e pontos fracos.

Resíduos que não precisam de desinfecção química

Muitas vezes, pensa-se que as partes do corpo precisam de ser desinfectadas com produtos químicos. Mas as partes do corpo, incluindo a placenta e o cordão umbilical, são mais facilmente eliminadas pondo-as numa latrina ou enterrando-as em fundo no chão. Em muitas comunidades, enterrar a placenta é um ritual importante. Se for feito com segurança, este enterrar pode ser também uma boa maneira de proteger a comunidade dos micróbios que podem crescer na placenta ou noutras partes do corpo. (Ver "Eliminar lixos contagiosos").

Desinfectar com produtos químicos mais seguros

EHB Ch19 Page 430-1-b.png
Incluindo nós!
Isto é óptimo! Mata tudo.
Quando escolher um produto,
pergunte-se: É perigoso? É difícil
de deitar fora com segurança?

Alguns centros de saúde usam produtos de limpeza que contêm químicos perigosos, como por exemplo glutaral, para desinfectar e limpar. Mas as superfícies nos centros de saúde podem ser mantidas limpas e sem micróbios usando produtos de limpeza menos perigosos e mais baratos. Água quente e sabão são eficazes para a limpeza de rotina das superfícies, como por exemplo do chão, das paredes e do mobiliário.

Nas áreas onde as pessoas com doenças infecciosas esperam ou são tratadas, é importante usar um desinfectante mais forte, para impedir a doença de se propagar. Soluções de água oxigenada que contenham óleo de laranja e outros óleos naturais são eficazes a desinfectar o chão e as superfícies. Eles não causam problemas de saúde e não precisam de ser tratados antes de serem deitados fora. Também pode ser feita uma solução de desinfecção segura com vinagre e água oxigenada.


Como fazer uma solução desinfectante segura

Pt EHB Ch19 Page 430-1.png

Misturar quantidades iguais de vinagre branco e água oxigenada (é comum uma solução de 3% de água oxigenada, mas 6% é melhor). Misturar apenas a quantidade necessária para um dia. Guardar num recipiente fechado.

Deitar uma pequena quantidade da mistura num pano de limpeza e esfregar com movimentos fortes a superfície a ser desinfectada.

Esta mistura é melhor para uso em superfícies de mesas, grades de camas e outras superfícies.

Desinfectar com lixívia

Muitos centros de saúde usam lixívia para desinfectar as superfícies, como por exemplo paredes, chão e mesas. Deve ter-se cuidado quando se desinfecta com lixívia, porque isso pode causar danos à sua pele e aos olhos se esta salpicar para cima de si, e os gases que liberta são perigosos quando inalados (respirados). Acrescentar vinagre branco à lixívia torna-a num desinfectante ainda mais eficaz.

Como fazer uma solução desinfectante de 5% de lixívia

Se a lixívia disser: Use:
EHB Ch19 Page 431-1-b.png
lixívia
lixívia
água
lixívia
água
água
Pt EHB Ch19 Page 431-1-a.png
5% cloro disponível Só lixívia
10% cloro disponível Acrescente 1 parte de lixívia para 1 parte de água
15% cloro disponível Acrescente 1 parte de lixívia para 2 partes de água
EHB Ch19 Page 431-1-c.png

Se você acrescentar 1 chávena de vinagre branco a 3,5 litros de solução de 5% de lixívia, isso vai desinfectar melhor. Misture só a solução suficiente para um dia. Não use outra vez no dia seguinte. Já não vai ser suficientemente forte para matar os micróbios. Para deitar fora lixívia usada, ver “Eliminar resíduos líquidos.”

Usar um balde de lixívia

Mantenha um balde de lixívia nos lugares onde houver resíduos contagiosos, como por exemplo as ligaduras usadas, as gazes de algodão, as luvas e os sacos de sangue. Prepare o balde de lixívia todos os dias ou antes de cada turno, caso sejam produzidos muitos resíduos. Você pode querer um balde de lixívia para o lixo que vai ser deitado fora e um diferente para desinfectar as ferramentas e equipamento a ser reutilizado.

O balde deve conter sempre suficiente solução de lixívia para cobrir completamente os materiais. Os materiais devem ficar na lixívia durante pelo menos 10 minutos. Mantenha uma tampa bem apertada sobre o balde de lixívia para evitar entornar a lixívia e para manter a solução de lixívia suficientemente forte para desinfectar. Se o balde não estiver tapado, o cloro vai-se evaporar.

Luvas, seringas, embalagens de soluções endovenosas, material para intubação e outras coisas que não se pretende reutilizar devem ser cortadas em pequenas pedaços antes de os deitar no balde com lixívia.

Como fazer um balde de lixívia

a man makes a bleach bucket.

Uma maneira de desinfectar com lixívia, em segurança, é usar um balde de lixívia. Um balde de lixívia tem duas partes: um balde ou recipiente que contém a solução de lixívia e um recipiente ou cesto interior mais pequeno que contém os resíduos. Um balde de lixívia também deve ter uma tampa que fecha bem. Para preparar o balde de lixívia:

Fazer uma solução de 5% cloro disponível. O balde principal deve estar pelo menos ½ cheio com a solução de lixívia.

Pôr o pequeno recipiente, filtro ou cesto dentro do balde principal, para que a solução de lixívia passe através dos buracos. Garantir que o recipiente interior não flutua por cima da solução e que a solução de lixívia passa através dos buracos para tapar completamente os materiais dos resíduos.


IMPORTANTE! A lixívia nunca deve ser misturada com outros químicos, sobretudo com amoníaco. A lixívia e o amoníaco misturados vão produzir um gás tóxico que pode causar a morte se for inalado (respirado) e suficiente calor para causar uma explosão. Lave-se sempre, com cuidado, depois de usar lixívia.

Roupa para lavar

No passado, muitos hospitais usavam ácido fénico para esterilizar os lençóis. Isto só é necessário para os lençóis de pessoas que estão a ser tratadas por causa de queimaduras. Para desinfectar as roupas de cama e as roupas de vestir, mergulhe-as num balde de lixívia durante 10 minutos antes de as lavar com água quente e sabão. Use luvas quando retirar as roupas da lixívia.



Esta página foi actualizada: 30 nov. 2022