Hesperian Health Guides

Capítulo 19: Resíduos hospitalares

WikiSaúde > Guia comunitário de saúde ambiental > Capítulo 19: Resíduos hospitalares

In a hospital ward, a health worker drops a needle into a box labelled "sharps."

Os trabalhadores de saúde fazem o seu melhor para ajudar as pessoas a manterem-se saudáveis. Mas, se os lixos dos cuidados de saúde não forem tratados com segurança, isso pode espalhar doenças pelos trabalhadores de saúde e pela comunidade que os rodeia.

Os resíduos hospitalares incluem os lixos de postos de saúde, hospitais, laboratórios, bancos de sangue, clínicas dentárias, maternidades e hospitais de animais. Também incluem lixos de programas de vacinação (também conhecidos como campanhas de imunização) e lixos de missões de ajuda médica, bem como lixos produzidos pelo cuidado de doentes em casa.

A maior parte dos resíduos hospitalares são lixos normais, como por exemplo papel, cartão e restos de comida. Mas alguns resíduos hospitalares estão contaminados com sangue ou fluidos corporais que podem transportar micróbios perigosos e espalhar doenças. Agulhas usadas e outras ferramentas cortantes (objectos cortantes) podem causar feridas e espalhar a doença. Alguns resíduos hospitalares, como por exemplo, plásticos, contêm químicos tóxicos. Quando os resíduos, que transportam micróbios perigosos ou químicos tóxicos, são misturados com resíduos normais, o lixo misturado transforma-se numa ameaça para todos os que lidam com ele. É por isso que a separação do lixo no local onde é criado é tão importante.

O manuseamento seguro de resíduos hospitalares usa alguns métodos básicos, utilizados para eliminar outros resíduos sólidos resíduos sólidos. Mas os resíduos contaminados com fluidos corporais e micróbios devem ser desinfectados e deitados fora, de forma a proteger a saúde das pessoas e do meio ambiente.



Esta página foi actualizada: 30 nov. 2022