Hesperian Health Guides

Problemas de saúde causados pelos resíduos hospitalares

Quaisquer resíduos podem causar problemas de saúde se não forem eliminados com cuidado. Mas os resíduos hospitalares podem causar problemas de saúde específicos, como por exemplo:

  • Hepatite B e C, tétano, HIV e infecções graves da pele causadas por agulhas e instrumentos cortantes usados.
  • Alergias, erupções da pele, irritações nos olhos, asma e outras dificuldades de respiração causadas por respirar desinfectantes, detergentes, medicamentos e produtos químicos do laboratório.
  • Resistência aos antibióticos. Quando uma pessoa lida com antibióticos com frequência, eles podem já não funcionar nessa pessoa.
  • Cancro, problemas respiratórios e outras doenças causadas pelos resíduos libertados pelos produtos químicos tóxicos, como por exemplo as dioxinas no meio ambiente onde são queimadas.


As pessoas em maior risco de danos causados por resíduos produzidos nas unidades de cuidados de saúde são:

Homes and a woman and boy near a trash heap and a building with a smoking chimney.
A man putting a bottle in a sack at a dump site.
Pessoas que vivem perto dos lugares onde os lixos dos cuidados de saúde são deitados fora ou queimados Pessoas que retiram lixo dos centros de saúde ou que recolhem, reciclam ou vendem lixo de lixeiras e aterros sanitários
A health care worker examines a patient in a ward.
Trabalhadores e pacientes nos centros de saúde
A história da Sangu
Young woman with baby on her back picks up trash.

Sangu nasceu numa pequena aldeia, na Índia. Depois de anos de seca e culturas falhadas, ela, a sua mãe e o seu irmão bebé mudaram-se para a cidade à procura de uma vida melhor. Viviam com a família da sua mãe numa encosta muito inclinada por cima de uma lixeira. As outras crianças mostraram à Sangu como é que se apanham coisas na lixeira para vender. Antes de ir à escola, todas as manhãs, ela apanhava restos de latas, garrafas de vidro, sacos de plástico e outras coisas. Sangu usava o dinheiro que ganhava para comprar o almoço e chá quente depois da escola.

A vida era difícil na cidade e, em breve, a mãe da Sangu estava a trabalhar longe de casa durante todo o dia. Sangu tinha que tomar conta do seu irmão bebé e já não podia ir à escola. Todos os dias, passava muitas horas a escolher lixo na lixeira, com o seu irmão às costas.

Às vezes, Sangu encontrava ligaduras com sangue, agulhas e outros resíduos hospitalares misturados com o resto do lixo. As sandálias finas da Sangu não a protegiam dos objectos cortantes no lixo. Às vezes, o vidro partido e pedaços de metal enferrujado cortavam-lhe os pés e os tornozelos. Um dia, uma agulha de um seringa furou-lhe a sandália e enfiou-se directamente no pé. Passado pouco tempo, Sangu ficou muito doente com febre, cansaço e a garganta dorida e inchada.

Sentiu-se melhor passadas algumas semanas. Mas, vários meses mais tarde, começou a sentir-se doente outra vez. Estava sempre cansada, tinha febres e dores na boca, perdeu o apetite e começou a ficar muito magra. A sua mãe e a família estavam preocupadas com ela, mas não tinham dinheiro para a levar ao médico. Finalmente, a sua mãe pediu dinheiro emprestado a um primo e levou a Sangu a um centro de saúde. O médico ouviu a história da Sangu, examinou-a e depois tirou algum sangue para fazer uma análise.

No dia seguinte, voltaram ao centro de saúde e o médico disse à mãe da Sangu que ela tinha HIV. Ela precisava de medicamentos, mas a sua família não tinha dinheiro para a levar ao hospital, onde poderia receber os medicamentos e ter a atenção de que precisava. Com grande tristeza, a mãe da Sangu levou-a para casa. Sangu descansou na cama, mas todos sabiam que ela não ia recuperar. Uns meses mais tarde, a Sangu morreu.

Porque é que a Sangu morreu?

A Sangu morreu de SIDA depois de ter sido infectada ao pisar uma agulha contaminada.

A sua doença e morte foram causadas por um problema ambiental: má eliminação de resíduos hospitalares; e um problema social: a pobreza.

O que é que podia ter prevenido a morte da Sangu?

Woman asks questions.

Como muitos problemas sociais diferentes contribuem para a pobreza, esta pode ser difícil de resolver. Estas questões mostram alguns dos problemas:

  • Porque é que a Sangu não estava na escola?
  • Porque é que a Sangu precisava de apanhar lixo para ter dinheiro?
  • Porque é que a Sangu não tinha bons sapatos para proteger os pés?
  • Porque é que ela não conseguia ter cuidados de saúde e medicamentos?


Sapatos finos, falta de dinheiro para obter medicamentos ou cuidados de saúde e uma necessidade desesperada de ganhar dinheiro, combinados com a malnutrição e outros problemas que fazem parte de uma situação de pobreza, são algumas das respostas a estas perguntas. Encontrar soluções para problemas sociais como estes pode levar muito tempo.

A woman holding her head sits outside a shack.
Os resíduos hospitalares afectam muitas pessoas, incluindo os que são demasiado pobres para irem a um centro de saúde.

O problema ambiental pode ser mais fácil de resolver, a curto prazo. Podemos começar por colocar estas questões:

  • Por que é que os resíduos hospitalares perigosos estavam misturados com outro tipo de lixo que podia ser reciclado ou reutilizado?
  • Por que é que tanto lixo perigoso tinha sido deitado fora a céu aberto, em vez de ser eliminado com segurança?

A gestão responsável dos resíduos hospitalares pode melhorar as condições de vida de todos, sobretudo dos que são forçados, pela pobreza, a viverem de restos.



Esta página foi actualizada: 11 ago. 2022