Hesperian Health Guides

O direito a ter água segura suficiente

Em todo o mundo, as pessoas estão a trabalhar para proteger o seu direito à saúde, incluindo o direito a ter um bom abastecimento de água segura. As empresas privadas dizem que podem prestar um serviço melhor do que os governos e mesmo assim ter lucro. Mas quando as empresas privadas assumem o controlo dos serviços de água (o que se chama privatização da água), é frequente os preços subirem, forçando as pessoas a usarem menos água do que precisam para uma boa saúde. Muitas pessoas depois não têm outra opção senão irem buscar água onde quer que a possam encontrar de graça, mesmo que essa água esteja contaminada com micróbios, vermes e produtos químicos tóxicos. Isto traz problemas de saúde graves.

Os governos e as comunidades devem trabalhar em conjunto para melhorar e expandir os sistemas de água, de modo a disponibilizarem um abastecimento de água segura e suficiente, sobretudo para os mais necessitados

Parceria melhora o abastecimento de água
A woman with a baby on her back shakes hands with a man near a village pump as other people look on.

No Gana, África Ocidental, os grupos comunitários assumiram o controlo do seu abastecimento de água. Na vila de Savelugu, a Empresa Estatal de Água do Gana fornece água canalizada e os membros da comunidade são responsáveis por definir o seu preço, fazer a sua distribuição e reparar o sistema de água quando há avarias. Eles chamam a isto uma “parceria governo-comunidade”.

Como a comunidade é responsável pela gestão da água, é garantida água segura e suficiente por decisão popular. Se algumas pessoas não podem pagar pela água, a comunidade paga a sua água até elas poderem pagá-la.

As necessidades das pessoas são correspondidas, não porque elas tenham dinheiro para pagar, mas porque elas fazem parte da comunidade. A Empresa de Água do Gana beneficia porque a comunidade lhes paga sempre pelo abastecimento de água.

O sistema comunitário de Savelugu está a ser usado como modelo para as vilas do Gana. Ao gerirem o seu próprio sistema de água, as pessoas de Savelugu mostraram que a privatização não é a única maneira de disponibilizar água. Desde que começou a sua parceria governo-comunidade, há menos doenças e todos têm água suficiente.

Engarrafar e vender o direito à água

Quando as pessoas não confiam que a água das suas torneiras é limpa, os que podem dar-se a esse luxo compram água engarrafada. Se houver micróbios na água da torneira, beber água engarrafada segura é uma maneira de evitar doenças. Mas o simples facto de a água ser vendida numa garrafa não significa que ela seja segura. Em muitos casos, a água engarrafada é apenas água da torneira numa garrafa, mas vendida a um preço muito superior. A melhor maneira de apoiar a saúde das pessoas e do ambiente é melhorar a qualidade e o grau de confiança da água, melhorando o abastecimento de água pública.

Quando você tem em conta os problemas de saúde causados pelo fabrico das garrafas de plástico em que a água é vendida, bem como o enchimento, transporte e eliminação dessas garrafas, o custo da água engarrafada é maior do que disponibilizar água segura para todos.

A man wearing a tie covered with dollar signs fills a bottle labelled "Mountain Springs Superior Water" from a tap labelled "Municipal Tap Water."

As empresas vendem água engarrafada porque é mais rentável. Muitas vezes elas anunciam as suas águas de maneira a levar as pessoas a pensarem que a água de abastecimento público não é saudável ou “suficientemente boa”. As empresas multinacionais que vendem água, como por exemplo a Coca-Cola, muitas vezes prejudicam a economia local ao levarem as empresas locais de refrescos a fecharem. Às vezes, elas usam tanta água que prejudicam as pessoas ao criarem uma situação de falta de água para beber, para as necessidades caseiras, para irrigação das culturas e para outras actividades locais (ver história Indústria leva a água de uma comunidade).

Os sistemas seguros e saudáveis de água canalizada são uma das formas mais importantes de melhorar a saúde para todos. Na Europa e na América do Norte, os sistemas de água segura são a base da saúde pública. Não há razão para que as pessoas nos países menos pobres sofram por falta de água segura e sejam forçadas a comprar água engarrafada cara.

Ter água limpa suficiente para viver uma vida saudável é um direito humano. Consegue-se proteger e realizar melhor os direitos das pessoas a terem água, através de sistemas de controlo de água geridos pelo Estado ou pelas comunidades. Para garantir que o governo presta um bom serviço, os membros da comunidade estão cada vez mais envolvidos na supervisão das instalações de água. Isto ajuda a garantir que elas são geridas tendo como prioridade a saúde das pessoas.


Esta página foi actualizada: 14 abr. 2021