Hesperian Health Guides

Cancro


O que é o cancro?
mulher olhando através de um microscópio.
As células são tão pequenas que só podem ser vistos através de um microscópio.

Os nossos corpos e todas as coisas vivas são feitos de células. As células são unidades minúsculas de diferentes tipos que, juntas, fazem um corpo vivo. Cada célula está viva. Ela divide-se para formar novas células e cada uma delas, eventualmente, morre.

Às vezes, uma nova célula forma-se de maneira incorrecta e não é saudável. Geralmente isso não causa dano ao corpo como um todo, porque é apenas uma célula minúscula entre milhões e logo morre. Mas, às vezes, uma célula danificada divide-se e cria muitas células semelhantes. Estas células danificadas reproduzem-se e formam uma massa ou crescimento não saudável no corpo, chamado tumor.

Um tumor pode ser benigno, o que significa que não se espalha nem causa danos. Ou pode ser maligno, o que significa que continua crescendo e invade outras partes do corpo. Isto é cancro. Dependendo do tipo de células e onde crescem, o cancro pode ser de crescimento lento e inofensivo, ou pode causar doença grave ou morte.

O cancro não é uma doença. Todo o tipo de cancro é diferente. Alguns cancros podem ser prevenidos, e outros são facilmente tratados e mesmo curados, e outros ainda são mortais.

Se está preocupado que possa ter cancro

uma mulher conversando com um homem.
Pode ser cancro ou uma simples infecção!

Pensar que pode ter cancro pode ser muito preocupante. Não demore a procurar ajuda por um sinal que possa significar cancro, mas mantenha a calma e lembre-se que muitos sinais de cancro também são sinais de outros problemas menos sérios.

Para a maioria dos cancros, a única maneira segura de saber que tem um cancro é um teste chamado biópsia, que está disponível em algumas clínicas e hospitais. Durante a biópsia, um profissional de saúde remove um pedaço muito pequeno do corpo onde há suspeita de cancro e examina-o ao microscópio para procurar células anormais.

Se um novo nódulo está crescendo ou causando dor, sob a sua pele ou em qualquer parte do corpo, ele deve ser examinado. Isto é especialmente importante se for duro e não se mover. Um nódulo pode ser uma infecção ou um inchaço que é inofensivo e desaparece por si só, mas também pode ser um sinal de cancro, que é possível detectar precocemente e tratar. Pergunte a um profissional de saúde sobre um nódulo que:

um homem com nódulos no pescoço e virilha.
  • Cresce em tamanho;
  • É novo e não desaparece em poucas semanas;
  • Causa dor;
  • É duro.

O corpo combate a infecção através do sistema linfático, mas as glândulas linfáticas também podem ser um local onde o cancro se desenvolve. Fale com um profissional de saúde sobre um inchaço ou nódulos que não desaparecem, especialmente:

  • Atrás da orelha;
  • No pescoço ou sob o queixo;
  • Nas axilas e virilha.


Se uma pessoa tem um nódulo por muitos anos que não cresce ou muda, provavelmente não é cancro.

Existem sinais comuns a muitos tipos de cancro, mas nem todos os cancros causam esses sinais. E todos esses sinais podem ser causados por problemas crónicos de saúde que não são cancro. Neste capítulo, leia sobre os sinais específicos de:
Sinais comuns em muitos cancros

Em geral, estes sinais surgem quando o cancro está avançado, então não são bons sinais para se detectar cancros precocemente.

uma mulher na sala de espera de uma clínica de rastreio do cancro. O cartaz diz "rastreio do cancro da mama todas as tardes."
Programas de rastreio de cancro salvam vidas. Eles devem estar disponíveis para todos.
  • Perda de peso
  • Sentir-se sempre cansado (fadiga)
  • Dor intensa que não melhora


Se acha que pode ter cancro, procure um profissional de saúde que pode ajudá-lo a compreender que opções de cuidados e tratamentos estão disponíveis e onde se dirigir. Traga outra pessoa consigo durante as consultas para ajudá-lo a fazer perguntas e lembrar-se das informações.

Programas de rastreio

Alguns tipos de cancro podem ser identificados precocemente, antes de provocar qualquer sinal, através de programas de rastreio que testam as pessoas em risco de certos tipos de cancro. Os programas de rastreio são mais comuns para o cancro do colo do útero e cancro da mama porque é possível detectá-los antes que causem danos, e podem ser tratados com sucesso quando detectados precocemente.

Quanto mais cedo for encontrado um cancro, maior a probabilidade de sucesso no tratamento.


Quem tem cancro?

Sabemos muito sobre o que causa o cancro, mas nem sempre porque algumas pessoas têm cancro e outras não. Qualquer um pode ter cancro e as possibilidades aumentam à medida que envelhecemos. Para apenas alguns tipos de cancro (especialmente o cancro da mama), ter uma pessoa na família com esse tipo de cancro torna mais provável que outra pessoa também possa ter. Mas, a maioria dos cancros não “ocorre na família”.

  • Nós sabemos que as palavras mágicas, maldições ou mau-olhado não causam cancro.
  • Métodos de planeamento familiar não causam cancro.
  • O cancro não é uma punição por ter feito algo incorrecto.
  • O cancro não se transmite de uma pessoa para a outra – é impossível apanhar cancro, por estar perto, passando tempo ou cuidando de alguém que tem cancro.


Algumas actividades, como fumar cigarro, causam cancro. Alguns produtos químicos que entram nos nossos corpos no trabalho ou através de alimentos, produtos que usamos e da poluição do ar ou da água causam o cancro. Existem formas de prevenir o cancro mas há muitas coisas que causam cancro que os indivíduos têm pouco controlo sobre elas.

Mesmo quando 2 pessoas são expostas às mesmas coisas prejudiciais, isso não significa que ambas terão cancro.

Como o cancro e as suas causas podem ser desconhecidas, as pessoas com cancro, às vezes, são evitadas ou maltratadas pelos outros. Isso pode fazer com que a sua doença piore. As pessoas com cancro precisam do nosso amor e apoio.


Esta página foi actualizada: 05 dez. 2019