Hesperian Health Guides

Quem necessita de vacinações e quando?

Cada região, país e por vezes cada distrito de um país tem a sua própria lista de vacinas necessárias:

  • Algumas vacinas são administradas a quase todas as pessoas - crianças e adultos. As crianças mais velhas ou adultos que não fizeram as vacinas administradas aos bebés podem ainda recebê-las mais tarde.
  • Algumas vacinas são úteis apenas em certas regiões e são administradas apenas a pessoas que aí vivem ou que as visitam.
  • Algumas vacinas não são necessárias para todos, mas são recomendadas para certos grupos, tais como mulheres grávidas, profissionais de saúde, ou pessoas mais velhas.
  • Quando uma doença é nova numa região, geralmente todos necessitarão da vacina.
uma mulher falando.
Na minha cultura, todos são uma família. Ao vacinar as nossas crianças, protegemos agora a todos e também ajudamos as gerações futuras.

A vacinação de rotina protege os bebés e crianças

Os profissionais de saúde fazem vários check-ups (observações) aos bebés durante o seu primeiro ano de vida. Isto acontece também quando eles administram a maioria das vacinas. Quais e quando cada uma delas é administrada dependerá das recomendações de saúde do seu país.

profissional de saúde falando a um homem e uma mulher com bebé.
A bebé está crescendo muito bem. Hoje vamos administrar as suas próximas vacinas para mantê-la saudável.

Para manter os bebés e as crianças saudáveis, as vacinas são muito importantes, do mesmo modo que as condições de vida que previnem as doenças. Água segura, bom saneamento, amamentação durante pelo menos os primeiros 6 meses de vida, e uma boa nutrição evitará muitas doenças. (Ver os capítulos Água e saneamento: Chave para se manter saudável e Alimentar-se bem para a boa saúde).

As vacinas e os reforços das vacinas são administrados aos adultos quando é necessária outra dose de vacina depois da infância para que a protecção dure ou porque não receberam todas as vacinas quando eram crianças.

As autoridades sanitárias de cada país recomendam um calendário para a vacinação de bebés e crianças. Este mostra que as vacinas são administradas em conjunto e em que idade. Quando 2 vacinas não podem ser administradas em combinação, é frequentemente porque não funcionam tão bem quando entram no corpo ao mesmo tempo.

= mulher de pé perante um calendário de vacinações por idade.
Um calendário de vacinação muitas vezes semelhante a este, embora as idades para cada grupo de vacinas possam ser diferentes de um país para outro. Além disso, nem todos os países utilizam a mesma combinação de vacinas e nem todas as vacinas são necessárias em todo o lado. Descubra o que é recomendado onde vive.

Vacinas e HIV

Em geral, os bebés e adultos com HIV necessitam das mesmas vacinas que as outras pessoas. Em alguns casos, uma criança ou adulto com HIV pode precisar de uma dose extra, tal como a vacina contra o sarampo.

Para algumas vacinas (BCG, Tríplice viral, vacina de pólio Oral), assegure-se de que a saúde está estável e que iniciaram os medicamentos para o tratamento do HIV antes da vacinação. O tratamento do HIV torna o sistema imunológico do corpo mais forte e isto faz com que as vacinas funcionem melhor.

Para a vacina BCG, é seguro dar à nascença mesmo que a mãe tenha HIV. No entanto, se a criança for mais velha e tiver HIV, trate o HIV primeiro.

um profissional de saúde aplicando uma injecção a uma mulher grávida.
Estar completamente vacinada como rapariga significa uma gravidez segura mais tarde. Se estiver a pensar em engravidar, fale com um profissional de saúde para se certificar de que todas as suas vacinas estão actualizadas.

Vacinas e gravidez

Vaccines protect the health of the mother and the developing baby. Also, the pregnant woman passes antibodies from vaccines to her unborn child that help protect the baby after birth. Newborns are too young for some vaccines in their first weeks or months of life.

As vacinas protegem a saúde da mãe e do bebé em desenvolvimento. Além disso, a mulher grávida passa os anticorpos das vacinas ao seu feto que ajudam a proteger o bebé após o nascimento. Os recém-nascidos são demasiado pequenos para apanharem algumas vacinas nas primeiras semanas ou meses de vida. Partilhe esta informação com os pais das meninas e mulheres grávidas:

  • As vacinas não afectam a menina ou a capacidade da mulher engravidar.
  • A maioria das vacinas é segura durante a gravidez.
  • Quando as meninas apanham todas as vacinas quando crianças, são necessárias menos vacinas durante a gravidez. A vacina contra a rubéola (sarampo alemão) é um bom exemplo de uma vacina que é útil dar a crianças ou mulheres jovens antes da gravidez porque a rubéola numa grávida é perigosa para o bebé.
  • Todos precisam da vacina contra o tétano repetida ao longo dos anos, quer como uma única vacina, quer como parte de uma vacina combinada. Se uma mulher não tomou recentemente uma vacina contra o tétano, ela precisará de uma durante a gravidez. A vacina evita uma infecção grave, o tétano no recém-nascido causado pelo uso de um instrumento não esterilizado durante o parto.
  • No seu país, os profissionais de saúde podem recomendar outras vacinas durante a gravidez, tais como vacinas contra a tosse convulsa ou a gripe.


 um registo de vacinação (imunização).

Algumas vacinas são evitadas durante a gravidez, tais como a BCG ou a vacina contra o sarampo. Ao administrar vacinas, pergunte primeiro a uma mulher se ela pode estar grávida.


Mantenha o registo

Pedir e guardar quaisquer cartões ou documentos de imunização que mostrem o nome e a data das vacinações. As crianças precisam frequentemente destes registos para se inscreverem na escola e os adultos precisam deles para trabalhar, viajar, e para mostrar aos profissionais de saúde as vacinas que já receberam e as que ainda precisam. Se não tiver cartões na sua unidade sanitária, mantenha um registo e peça à pessoa que deu a vacina que preencha a informação e a assine.



Esta página foi actualizada: 17 jan. 2022