Hesperian Health Guides

Tornar a água segura para beber

É melhor proteger e usar uma fonte de água segura, como uma nascente ou um poço protegido, do que tratar e usar a água de uma fonte contaminada, como um rio ou buraco de água. Mas a água qualquer que seja a origem vai precisar de ser tratada se tiver sido contaminada, se as pessoas se recusarem a bebê-la devido à cor ou ao sabor, ou se for transportada e guardada em casa (a água dos canos, depósitos e poços também precisa de tratamento antes de ser bebida, caso tenha sido contaminada).

Os métodos que você escolhe para tratar a água vão depender de quanta água é necessária, daquilo que a contaminou, de como é que vai ser guardada e dos recursos disponíveis. Independentemente da forma como ela for tratada, é melhor deixar a água assentar ou deitá-la noutro recipiente, ou filtrá-la antes de a desinfectar. Isto permite remover os sedimentos (partículas de sujidade). Retirar os sedimentos torna a desinfecção mais fácil e mais eficaz.

Os métodos aqui apresentados não tornam a água segura em termos de produtos químicos tóxicos. A água que contém produtos químicos tóxicos nunca é segura para beber, tomar banho ou lavar roupa. Ela pode originar cancro, alergias de pele, abortos espontâneos ou outros problemas de saúde.

Para tornar a água segura em termos de micróbios, siga este 2 passos, filtre e desinfecte:


1. Primeiro, deixar a água assentar durante umas horas e deitá-la num recipiente limpo, ou filtrá-la:

EHB Ch6 Page 92-1.png

Filtro
de pano
…ou…
EHB Ch6 Page 92-2.png
filtro de carvão
Areia
Carvão
Areia grossa
Água filtrada

Ver outras formas de assentar e filtrar a água.


2. Depois, desinfectar a água usando um destes métodos:

EHB Ch6 Page 92-3.png
EHB Ch6 Page 92-4.png
EHB Ch6 Page 92-5.png
EHB Ch6 Page 92-6.png
Ferver …ou… Acrescentar
cloro
…ou… Desinfecção
solar
…ou… Acrescentar sumo de lima ou limão
IMPORTANTE! Somente após o segundo passo é a água segura para beber.

Deixar a água assentar

Deixar a água assentar permite que a sujidade, os resíduos sólidos, os micróbios e as larvas que provocam doenças fiquem no fundo do recipiente. Armazenar água durante 5 a 6 dias vai reduzir o número de micróbios na água. Mas alguns micróbios, como a giardia, não vão morrer, seja qual for a duração do armazenamento. Por isso, use outro método depois de deixar a água assentar para a tornar segura, como por exemplo filtrar, acrescentar cloro ou fazer desinfecção solar

3-pot method

O método dos 3 potes faz assentar a água para que os micróbios e a matéria sólida fiquem no fundo. Este método é mais seguro do que deixar a água assentar num único pote, mas não torna a água totalmente livre de micróbios. O método dos 3 potes deve ser sempre seguido de desinfecção.

EHB Ch6 Page 93-1.png
EHB Ch6 Page 93-2.png
EHB Ch6 Page 93-3.png

Manhã, Dia 1: Encher o pote 1 com água. Cobrir o topo e deixar assentar durante 2 dias.

Manhã, Dia 2: Encher o pote 2 com água. Tapá-lo e deixar durante 2 dias. A sujidade no pote 1 está a começar a assentar.

Manhã, Dia 3: Deitar a água transparente do pote 1 para o pote 3 vazio, garantindo que não se deita o sedimento que está no fundo do pote 1. A água no pote 3 está agora preparada para desinfectar. A água suja e o sedimento deixados no fundo do pote 1 podem ser deitados fora. Lavar o pote 1 e enchê-lo novamente com água. Tapá-lo e deixar assentar durante 2 dias (a água vai ser esvaziada e estar pronta para desinfectar no Dia 5).

Manhã, Dia 4: Deitar a água transparente do pote 2 no pote 3 para desinfectar. Lavar o pote 2 e voltar a enchê-lo com água.

De tantos em tantos dias, lavar o pote de água transparente (pote 3) com água a ferver. Se usar uma mangueira limpa para transferir a água através de um sifão de um pote para o seguinte. Assim, o sedimento vai ser menos atingido do que se deitar a água inclinando o pote.

Usar plantas

Em muitos lugares, as pessoas usam plantas para tornar a água mais segura para beber. As sementes de moringa são usadas na África Oriental. A moringa é chamada malunggay nas Filipinas, árvore do rábano picante ou árvore da coxa na Índia e benzolive tree no Haiti e na República Dominicana. Para usar sementes de moringa:

  1. Secar as sementes durante 3 dias.
  2. Leaves next to a mortar and pestle.
  3. Triturar as sementes até ficarem em pó. São precisas 15 sementes moídas de moringa para limpar 20 litros de água.
  4. Misturar o pó com um pouco de água, para fazer uma massa e deitá-la na água.
  1. Para dissolver a massa, agitar durante 5 a 10 minutos. Quanto mais depressa agitar, menos tempo é necessário.
  2. Tapar o recipiente e deixar de lado para assentar. Depois de 1 a 2 horas, deitar a água num recipiente limpo. Ter o cuidado de deixar os resíduos sólidos no primeiro recipiente.

Filtrar a água

Há muitas maneiras de filtrar água para a tornar mais segura e sem micróbios. Alguns filtros, como o filtro cerâmico apresentado a seguir, requerem um equipamento especial. Outros não precisam de equipamento especial e podem filtrar facilmente pequenas ou grandes quantidades de água antes de a desinfectar.

Filtros de pano

2 women wearing saris filter water through a cloth into a container.

No Bangladesh e na Índia, um filtro feito de tecido fino é usado para remover os micróbios da cólera da água de beber. Como os micróbios da cólera se agarram muitas vezes a um animal pequenino que vive na água, ao filtrar esses animais também filtramos a maior parte dos micróbios da cólera. Este método também filtra os dracúnculos.

lenços, linho ou qualquer outro material, como por exemplo o tecido usado para fazer saris. É melhor usar um tecido velho do que um tecido novo, porque as fibras gastas tornam os espaços da tela mais pequenos e melhores para filtrar.

  1. Deixar a água assentar num recipiente, para que os resíduos sólidos fiquem no fundo.
  2. Dobrar o pano 4 vezes e esticá-lo ou atá-lo sobre a abertura de outro recipiente ou jarro de água.
  3. Deitar devagar a água do primeiro recipiente através do pano para o segundo recipiente ou jarro.

Usar sempre o mesmo lado do pano, senão os micróbios podem entrar na água. Depois de usar o pano, lavá-lo e deixá-lo a secar ao sol. Isto vai matar quaisquer micróbios que possam ter ficado no pano. Na época das chuvas, desinfectar o pano com lixívia. Garantir que o recipiente que você usa para guardar a água filtrada é limpo pelo menos de 2 em 2 ou de 3 em 3 semanas.

Filtros cerâmicos

Um pequeno filtro de água pode ser feito com barro cozido revestido com prata coloidal (uma substância que mata os micróbios). Com formação básica, qualquer oleiro pode fazer estes filtros com facilidade.

EHB Ch6 Page 94-2.png
Tampa de plástico
Filtro cerámico usado dentro de balde de plástico
Balde de plástico
Torneira de plástico
Filtro cerámico revestido de prata coloidal
Como fazer um filtro de carvão

Este filtro é fácil de fazer e retira a maior parte dos micróbios de pequenas quantidades de água.

Materiais: 2 baldes de metal ou plástico, um martelo e 1 ou 2 pregos grandes, um balde de areia grossa (não areia do mar), ¼ de balde de carvão

  1. Fazer furos no fundo de um dos baldes. Lavar o balde. Este é agora o balde que serve de filtro.
  2. Limpar a areia lavando-a com água e escorrendo-a até que a água que escorre esteja transparente.
  3. Esmagar o carvão em bocadinhos. O carvão activado funciona melhor, mas o carvão normal de madeira também vai funcionar. Nunca usar briquettes de carvão! Eles são como veneno!
  4. EHB Ch6 Page 95-1.png
    Balde filtro
    Abrir 10 cm
    Areia
    8 cm de carvão
    5 cm de Areia
    Paus para segurar o balde
    Balde de água limpa
  5. Pôr uma camada de areia lavada com 5 cm de profundidade dentro do balde filtro e deitar água sobre ela. A água deve passar através dos furos. Se a água não passar, deve fazer furos maiores. Se a areia também passar, os buracos são demasiados grandes. Caso isto aconteça, colocar um pano fi no sobre os furos e substituir a areia.
  6. Pôr uma camada de carvão esmagado com cerca de 8 cm de profundidade por cima da areia. Depois, encher o balde com mais areia, até que esta esteja a 10 cm abaixo da borda do balde.
  7. Pôr 2 paus em cima do segundo balde e colocar o balde-filtro sobre esses paus. Deitar água limpa através do balde-filtro várias vezes, até a água sair transparente para o balde de baixo. Agora o filtro está pronto a usar.
  8. Para usá-lo, deixar assentar a água que você foi buscar, antes de a deitar através do filtro. A água para beber acumula-se no balde limpo de baixo. Para maior segurança, depois de filtrar desinfectar a água.


Como os micróbios que foram fi ltrados vão multiplicar-se no carvão, é importante retirar e limpar o carvão de tantas em tantas semanas, caso o filtro seja usado diariamente ou em qualquer altura em que o filtro tenha fi cado sem uso durante alguns dias.


Como fazer um filtro de areia caseiro

Esta é uma das maneiras mais seguras, mais efi cazes e mais baratas de filtrar água em casa. Este filtro pode tratar água sufi ciente para uma família pequena (pelo menos 50 litros por dia).

  1. Limpar um tambor de 200 litros sem furos e desinfectá-lo com pó para branquear. Ter a certeza de que o tambor não continha materiais tóxicos.
  2. Fazer um furo de ¼ a ⅓ de distância a partir do cimo do tambor para a válvula ou torneira. O buraco deve ter o tamanho sufi ciente para conter uma torneira (por exemplo, se a torneira tem um cano de 12 mm, o furo deve ter 12 mm de largura)
  3. Encaixar a torneira no buraco e fi xá-la no lugar com massa de vidraceiro. Se for usado um recipiente de tijolo, a válvula pode ser cimentada dentro da parede.
  4. Preparar a mangueira fl exível para recolha da água. Fazer um furo ou vários furos pequenos nos primeiros 35 cm da mangueira, selar essa ponta e formar um anel com a mangueira no fundo do tambor, colocando os furos voltados para baixo.
  5. Ligar o topo da mangueira (a ponta sem furos) à torneira. Selar os acessórios da mangueira com grampos ou arame.
  6. Pôr uma camada de saibro limpo com 7 cm de profundidade no fundo do tambor para cobrir a mangueira. Cobrir o saibro com um pano fi no e encher o tambor com areia limpa do rio até cerca de 10 cm abaixo da torneira. Depois, cobrir a areia com um segundo pano fino.
  7. Fazer uma tampa para o tambor, com um buraco em cima para deitar água. Pôr uma pedra lisa ou um prato abaixo do buraco e sobre a areia, para não perturbar a areia quando deitar a água para dentro do tambor.
  8. Encher o filtro com água. Assim que este estiver limpo, está pronto para usar.
EHB Ch6 Page 96-1.png
Tambor de 200 litros
Tampa
Pedra lisa
Areia lavada
Saibro lavada
Deitar água aqui
Torneira
Pano fino
Mangueira fl exivel com 20 mm

Usar e manter um filtro de areia

Depois de alguns dias de uso, vai aparecer e crescer sobre a areia uma camada de sujidade verde (bactérias e algas). Isto ajuda a tratar a água, por isso não retire esta camada. Para que esta sujidade funcione, a areia deve estar sempre coberta com cerca de 5 cm de água (é por isso que a torneira é colocada acima da camada de areia). Encha o filtro diariamente e retire a água apenas em pequenas quantidades. Se o filtro ficar totalmente seco, não vai funcionar bem e vai precisar de ser limpo e enchido novamente.

Deixe que os resíduos sólidos assentem na água antes de a deitar no filtro. Isto vai reduzir a necessidade de limpar o filtro, porque a água vai estar mais limpa quando entra. Deixar a água cair em cascata; à medida que a deita no filtro vai acrescentando ar à água, o que lhe dará um sabor melhor.

Quando o fluxo de água que sai da torneira se torna mais lento, limpe o filtro. Retire toda a água, a camada verde e cerca de 1 cm de areia do topo. Depois de muitas limpezas, quando tiver sido retirada mais de metade da areia, substitua a areia e o saibro por areia e saibro limpos e recomece o processo. Pode ser necessário fazê-lo 1 ou 2 vezes por ano.

Filtro de arsénio

Para filtrar o arsénio para fora da água, acrescentar um recipiente cheio de pregos de ferro por cima do filtro de areia. Use 5 kg de pregos de ferro dos mais pequenos. Não use pregos “galvanizados” porque é preciso que os ferros enferrujem para que o filtro funcione. O arsénio agarra-se à ferrugem dos pregos de ferro e é retirado da água de beber. Se possível teste a água após ser filtrada para ter certeza de que o filtro funciona na sua área.

Desinfectar a água

Desinfectar a água mata micróbios e larvas, tornando-a segura para beber. Os melhores métodos são ferver, desinfecção solar ou uso de cloro.

IMPORTANTE! Estes métodos NÃO vão tornar a água segura em termos de produtos químicos tóxicos.

Ferver água

A woman squats to stir a pot over a fire.
Ferver água durante 1 minuto deixa a água sem micróbios

Ferva a água. Quando esta começa a ferver, deixe-a ferver durante um minuto inteiro antes de tirar o recipiente do fogo para arrefecer. Em zonas altas de montanha, a água precisa de ferver durante 3 minutos para matar os micróbios, porque nestas zonas a água ferve a uma temperatura mais baixa.

Ferver muda o sabor da água. Depois de arrefecida a água fervida, deite-a numa garrafa e agite com força. Isto vai acrescentar ar à água e melhorar o seu sabor.

Nos lugares onde haja pouca lenha, pode ser difícil ferver água. Planear ferver água depois de preparar a comida e antes de o fogo se apagar é uma maneira de reduzir o uso de lenha.

Como desinfectar a água com a luz do Sol

A desinfecção solar é uma maneira efi caz de desinfectar a água apenas com a luz do Sol e uma garrafa. Filtrar ou deixar a água assentar primeiro vai torná -la mais transparente, para que possa ser desinfectada mais rapidamente. A desinfecção solar funciona melhor em países perto do Equador, porque o Sol aí é mais forte. Quanto mais a norte ou a sul você estiver, mais tempo é necessário para que a desinfecção funcione.

EHB Ch6 Page 98-1.png
  1. Limpar uma garrafa transparente de vidro ou plástico ou um saco de plástico. As garrafas feitas de plástico PET funcionam melhor.
  2. Encher a garrafa até meio, agitar durante 20 segundos. Isto vai acrescentar bolhas de ar à água. Depois, encher a garrafa ou saco até cima. As bolhas de ar vão ajudar a desinfectar a água mais depressa.
  3. Pôr a garrafa num lugar onde não haja sombra e onde as pessoas e os animais não a perturbem, como por exemplo o telhado de uma casa. Deixar a garrafa durante pelo menos 6 horas ao Sol, ou durante 2 dias se o tempo estiver nublado.
  4. Beber directamente da garrafa. Isto vai impedir a contaminação provocada pelas mãos ou por outros meios.


A desinfecção solar pode ser feita mais rapidamente e de maneira mais completa colocando a garrafa num forno solar .

Pt EHB Ch6 Page 98-2.png
Usar 1 lima ou limão por cada litro de água.

Sumo de lima ou limão

Acrescentar o sumo de uma lima ou limão a 1 litro de água de beber e deixar assentar durante 30 minutos. Isto vai matar a maior parte dos micróbios da cólera e outros micróbios. Isto não torna a água completamente segura, mas é melhor do que não tratar a água em zonas onde a cólera é uma ameaça. Acrescentar sumo de lima ou limão à água antes de usar a desinfecção solar ou o método dos 3 potes vai tornar a água mais segura.

Chloro

O cloro é barato e fácil de usar para matar a maior parte dos micróbios na água de beber. Mas se for usado muito pouco cloro, ele não vai matar os micróbios. Se for usado demasiado cloro, a água vai saber mal. É melhor usar o cloro em sistemas de água comunitários, porque pode ser difícil para uma família usar bem este método todas as vezes. Para usar cloro para desinfectar a água do agregado familiar siga as instruções da seguinte.

Grandes quantidades de cloro são prejudiciais para as pessoas e para o ambiente, mas as quantidades usadas para desinfectar a água de casa e da comunidade são em geral seguras. É mais seguro desinfectar água com cloro do que arriscar problemas de saúde provocados por micróbios.

Quanto cloro devo usar?

A quantidade de cloro necessária para desinfectar água depende do grau de contaminação da água (quantos e que tipo de micróbios ela contém). Quanto mais micróbios houver na água, mais cloro é necessário para acabar com eles. É importante acrescentar cloro suficiente para que algum permaneça na água depois de matar os micróbios. O cloro que fica na água é chamado de cloro livre. Este vai matar quaisquer micróbios novos que entrem na água. Se a água tiver cloro livre dentro dela, vai cheirar e saber um pouco a cloro. Isto diz-nos que a água é segura para beber. Se tiver demasiado cloro, o cheiro e o sabor vão ser fortes e desagradáveis.

Para usar a quantidade certa de cloro, você precisa de saber qual a potência da sua solução de cloro. O cloro apresenta-se em diferentes formas — gás, pó branqueador, high-test de hipocloreto (HTH) e lixívia líquida caseira. A lixívia caseira é a forma de cloro mais fácil de encontrar

A lixívia caseira pode ter quantidades diferentes de cloro. A mais comum tem 3,5% ou 5%. Este livro mostra-lhe como desinfectar a água com lixívia caseira a 5%. Leia o rótulo para ver que percentagem de cloro tem a lixívia. Se for menos que 5%, precisará de por mais lixívia na água.

Se houver muitos resíduos sólidos na água, o cloro não vai funcionar bem, por isso, deve filtrar a água ou deixá-la assentar. Deitar água transparente num recipiente limpo e depois acrescentar cloro. Se não puder filtrar a água e ela estiver turva, use duas vezes mais (o dobro) lixívia do que a mostrada na figura abaixo.

ÁGUA 5% LIXIVIA A 5%
Para 1 litro
EHB Ch6 Page 99-1.png
EHB Ch6 Page 99-2.png 2 gotas
Para 4 litros
EHB Ch6 Page 99-3.png
EHB Ch6 Page 99-4.png 8 gotas
Para 20 litross
EHB Ch6 Page 99-5.png
EHB Ch6 Page 99-6.png ½ colher de chá
Para um tambor de 200 litros
EHB Ch6 Page 99-7.png
EHB Ch6 Page 99-8.png 5 colheres de chá
Acrescentar estas quantidades da lixívia à água já tratada por filtração e sedimentação ou que se deixou assentar e aguardar pelo menos 30 minutos antes de beber. Se a água cheirar ou tiver um sabor ligeiro a cloro é segura para beber. Se não tiver um conta-gotas, pode mergulhar uma colher na lixívia e deixar cair as gotas uma por uma da colher.



Esta página foi actualizada: 29 nov. 2022