Hesperian Health Guides

Outros problemas cardíacos

Batimentos cardíacos irregulares (arritmia)

Quase todas as pessoas já sentiram um batimento cardíaco muito rápido, um "palpitar" ou bater no peito, ou ficou assustado e pensou que o seu coração "falhou/saltou um batimento". Estas alterações nos batimentos cardíacos são chamadas de batimentos cardíacos irregulares ou arritmia. As alterações no batimento cardíaco são comuns, especialmente à medida que as pessoas envelhecem, e geralmente são inofensivas. Mas, algumas arritmias ocorrem frequentemente, são perigosas e requerem tratamento.

Se as alterações no seu batimento cardíaco acontecerem com muita frequência, elas podem afectar o seu coração o suficiente para que você tenha outros sinais. Consulte um profissional de saúde se você costuma ter palpitações (sensação de batimentos no peito ou no pescoço), falha nos batimentos ou se ocorrerem com algum destes sinais:

NWTND heart Page 17-1.png
  • batimento cardíaco rápido ou acelerado
  • fadiga
  • tonturas, vertigens
  • desmaios ou quase desmaios
  • falta de ar
  • dor no peito


Certas bebidas, medicamentos ou drogas podem causar ou piorar um batimento cardíaco irregular, incluindo:

  • cafeína, encontrada em café, alguns chás e refrescos
  • nicotina, encontrada em cigarros e outros produtos do tabaco
  • álcool
  • medicamentos para o resfriado e tosse
  • anti-arrítmicos. Embora incomuns, os mesmos medicamentos usados para tratar a arritmia às vezes podem causar arritmia! Os profissionais de saúde devem monitorar cuidadosamente uma pessoa que esteja tomando um medicamento anti-arrítmico.
  • drogas como cocaína, suruma (maconha) e “speeds” (anfetaminas)


Se você estiver em tratamento para batimentos cardíacos irregulares e usa alguma dessas bebidas, produtos ou substâncias, informe o seu médico. Estes podem ser a causa do problema ou podem fazer com que os medicamentos para tratar a arritmia funcionem de maneira diferente.

Dor no peito (angina)

A angina é o nome para dor ou desconforto no peito. A angina pode acontecer quando você está mais activo ou emocionado do que o normal e desaparece quando relaxa. A dor é causada pelo estreitamento ou bloqueio dos vasos sanguíneos que transportam o sangue para o seu coração.

A angina pode parecer como uma opressão ou aperto no peito ou nos ombros, braços, pescoço, mandíbula ou costas. Às vezes, a angina parece indigestão. O seu desconforto pode piorar ou você também pode sentir falta de ar ao caminhar, especialmente nas subidas.

Nem toda dor no peito é um sinal de doença cardíaca. Pode ser algo menos sério, como azia ou indigestão. Tome um antiácido e, se isso fizer a dor desaparecer, é mais provável que a dor seja causada por problemas na barriga.

Preste atenção à dor no peito

NWTND heart Page 18-1.png

A dor no peito pode ser um sinal de ataque cardíaco, embora nem todos os ataques cardíacos causem dor no peito. A dor no peito também pode ser um sinal de outras condições graves, incluindo infecção pulmonar, bloqueio de um vaso sanguíneo no pulmão (embolia pulmonar) ou ruptura de uma artéria principal.

Como a dor no peito pode ser um sinal de um problema cardíaco, geralmente são necessários testes para saber se é uma emergência. Os testes para problemas cardíacos realizados numa unidade sanitária incluem exames de sangue, Rx do tórax ou um eletrocardiograma (ECG). Num ECG, os fios que se colocam no peito medem o funcionamento do seu coração. Nenhum desses testes dói. O tratamento para a dor no peito pode incluir mudanças na alimentação, medicamentos ou cirurgia.

Se às vezes você sentir dor no peito e já souber que não é uma emergência, faça anotações cada vez que sentir o desconforto. Mostre estas anotações ao profissional de saúde. Se você já toma medicamentos para o coração, essas informações ajudarão o profissional de saúde a saber se funcionam bem.

Inclua nas suas anotações:

  • A data e o número de vezes que você sentiu dor no peito naquele dia.
  • Tudo o que aconteceu antes da dor no peito, tal como exercícios, emoções fortes, comer uma refeição grande, sair com tempo frio.
  • Se a dor foi leve, um pouco forte ou intensa.
  • Quanto tempo durou a dor e se o repouso ajudou a desaparecer.


As mesmas mudanças na alimentação e na vida das pessoas que ajudam nas doenças cardíacas são úteis na angina: pare de fumar, coma menos alimentos gordurosos e fritos, não beba ou beba menos álcool e reduza o stresse. O exercício é útil, mas se você sentir dor no peito durante o exercício, converse com o profissional de saúde sobre que tipo e quanto exercício é seguro. Os medicamentos usados para a angina incluem bloqueadores dos canais de cálcio, beta-bloqueadores, aspirina e um grupo de medicamentos chamado nitratos.

Insuficiência cardíaca congestiva

A insuficiência cardíaca congestiva é uma condição na qual o coração está fraco e bate com pouca força para movimentar bem o sangue. Isto faz com que se acumule líquido extra nos pulmões, pernas e outras partes do corpo. Isso o deixa fraco e, sem tratamento, pode causar morte. Mas, o tratamento pode melhorar o desempenho do coração, fazer você se sentir melhor e prolongar a vida.

Sinais
NWTND heart Page 21-1.png
Pernas inchadas, chamado edema, podem ser um sinal de insuficiência cardíaca congestiva.
  • Cansaço e fraqueza excessivos. Quando o seu coração não bombeia com força suficiente, os seus músculos não recebem oxigénio suficiente. Você se sente mais cansado.
  • Falta de ar. Respirar é mais difícil quando há líquido nos pulmões. Você pode ter dificuldade em respirar, principalmente quando deitado na horizontal à noite, e pode tossir bastante. A sua respiração pode fazer um som de assobio.
  • Edema (inchaço). O inchaço devido ao excesso de líquidos pode ocorrer em poucos dias ou, às vezes, mais gradualmente. Você pode ter inchaço nos pés e tornozelos e suas roupas ou sapatos podem parecer mais apertados. Este tipo de inchaço não desaparece depois de estar deitado.
  • Inchaço no abdômen. O seu fígado pode estar inchado e parecer maior para o profissional de saúde que está fazendo o exame físico. A sua barriga pode encher-se de líquido.
  • Urinar com mais frequência.
Tratamento
  • Coma menos sal. Cozinhe sem muito sal, não adicione sal aos alimentos depois de preparados e evite alimentos enlatados, processados ou comida não saudável, como salgadinhos ou batatas fritas (chips). Os alimentos processados geralmente têm muito sal (sódio), mesmo que não tenham sabor salgado.
  • Os medicamentos que ajudam a drenar o excesso de água do corpo incluem "comprimidos de água" (chamados diuréticos). Alguém que esteja tomando esses medicamentos pode precisar comer bananas, laranjas, limão ou abacate diariamente para substituir o potássio que alguns diuréticos retiram do corpo.
  • Os beta-bloqueadores, como metoprolol, bisoprolol e carvedilol, também são usados para tratar a insuficiência cardíaca congestiva. Eles precisam de ser iniciados em doses muito baixas e aumentados lentamente, principalmente se a tensão arterial já estiver baixa. Trabalhe em estreita colaboração com o profissional de saúde.
  • Os inibidores da Enzima Conversora da Angiotensina (IECAs), como captopril, enalapril ou lisinopril, também são usados para tratar a insuficiência cardíaca congestiva. Algumas pessoas têm tosse com esses medicamentos e devem conversar com o seu profissional de saúde para ver se um medicamento diferente funciona melhor.

Doença cardíaca reumática

A doença cardíaca reumática afecta principalmente crianças e adultos jovens. Geralmente, é causada pela infecção na garganta causada por estreptococo que não foi tratada e evoluiu para febre reumática. A febre reumática geralmente começa com dor nas articulações, falta de ar ou dor no peito e movimentos descontrolados ou involuntários. Isso precisa de tratamento imediato com antibióticos. Sem tratamento, a febre reumática causa infecção e cicatrização numa válvula cardíaca. Isso bloqueia a válvula e ela não funcionará bem, como uma pequena porta que não abre bem. O batimento cardíaco fica mais fraco e a pessoa também. Este dano permanente é chamado de doença cardíaca reumática. Se o dano na válvula cardíaca não for interrompido ou reparado, a pessoa poderá morrer.

Sinais
NWTND heart Page 22-1.png
Trate a infecção na garganta com antibióticos para prevenir a febre reumática. Se uma criança tiver febre reumática, ela precisa de tratamento todos os meses para prevenir danos no coração.
  • Um jovem não pode andar 100 metros sem ter falta de ar.
  • Uma criança precisa de dormir apoiada em travesseiros (almofadas) ou não consegue respirar.
  • Usando um estetoscópio, um profissional de saúde treinado ouve um sopro cardíaco anormal (o som do sangue movendo-se através da válvula cardíaca danificada).
Tratamento
  • O profissional de saúde injecta penicilina G benzatina uma vez por mês para prevenir o surgimento de infecções e maior dano no coração. Faça isso pelo menos até a criança completar 18 anos de idade.
  • Se o coração está danificado, a valvuloplastia é uma operação simples que abre uma válvula cardíaca estreita, inserindo um tubo fino (cateter) na artéria que vai até à válvula cardíaca. O bloqueio é aberto insuflando um pequeno balão através dele. Se a doença cardíaca reumática estiver mais avançada, uma operação mais complicada poderá repará-la.


A gravidez e o parto fazem o coração trabalhar muito. Se uma mulher que teve febre reumática ou doença cardíaca reumática engravidar, um profissional de saúde experiente deve examinar o seu coração para ver se a gravidez pode ser perigosa para ela. O profissional de saúde também garantirá que qualquer medicamento para o coração que a mulher toma não sejam prejudiciais na gravidez. É mais seguro ter o parto no hospital.

A doença cardíaca reumática ocorre principalmente em crianças malnutridas que vivem em situação de pobreza e em condições superlotadas, sem acesso a água potável ou saneamento, medicamentos ou assistência médica. Nos países que resolveram estas condições, mesmo que parcialmente, as doenças cardíacas reumáticas quase desapareceram.

Bebés nascidos com defeitos cardíacos

NWTND heart Page 23-1.png

Os bebés nascidos com corações malformados às vezes morrem logo após o nascimento. Outros problemas, como um pequeno orifício entre as duas partes do coração, às vezes desaparecem sem tratamento. Muitos defeitos cardíacos são graves, mas podem ser tratados com operações ou medicamentos. Alguns países têm programas especiais que oferecem operações cardíacas para crianças sem nenhum custo.

Sinais de que um bebê pode ter um problema cardíaco
  • Respiração muito rápida.
  • Um bebé que não mama.
  • Um batimento cardíaco muito rápido ou muito lento.


Usando um estetoscópio, o profissional de saúde escuta (ouve) o coração do bebé a procura de um sopro cardíaco ou batimentos cardíacos muito rápidos. Um raio-x pode ser usado para mostrar a forma do coração. Pode ser necessário um eletrocardiograma (ECG), um teste para medir o padrão dos batimentos cardíacos do bebé.

Às vezes, os problemas cardíacos são encontrados em crianças mais velhas ou adultos jovens. A causa geralmente é um defeito cardíaco ou doença cardíaca reumática que não foi tratada.



Esta página foi actualizada: 11 mai. 2021