Hesperian Health Guides

Um programa comunitário de resíduos sólidos

A man speaks.
Nem todas as comunidades vão ser capazes de dar todos estes passos, sobretudo no início.

Assim que a comunidade tiver uma compreensão partilhada dos problemas causados pelos lixos, ela pode dar passos para resolver esses problemas, iniciando os projectos que melhor correspondem às necessidades e capacidades da comunidade.

Um programa comunitário completo de resíduos sólidos incluiria todos os seguintes passos (saiba mais sobre cada passo nas páginas seguintes):

  • Reduzir a quantidade de lixos criados, sobretudo produtos tóxicos e produtos que não podem ser reciclados.
  • Separar os lixos onde eles são produzidos, para facilitar e tornar mais seguro o seu manuseamento.
A woman speaks.
Tenham em conta as necessidades e capacidades das pessoas e comecem com o que vocês podem alcançar em conjunto, a curto prazo.
  • Fazer composto com os restos de comida e outros lixos orgânicos.
  • Reutilizar materiais sempre que possível.
  • Reciclar materiais e fazer com que o governo e a indústria criem programas comunitários de reciclagem.
  • Recolher, transportar e guardar os lixos com segurança. Respeitar e pagar salários justos às pessoas que fazem este trabalho.
  • Eliminar com segurança todos os lixos que não podem ser reutilizados ou reciclados.

Reduzir os resíduos

Os lixos que acabam nas nossas ruas, casas e campos começam com o fabrico industrial de produtos que não podem ser reutilizados ou reciclados. Um objectivo de um programa comunitário de resíduos é reduzir os lixos ao longo do tempo, ajudando as pessoas a usarem em primeiro lugar menos materiais que se transformam em lixo. Algumas formas de reduzir os resíduos são:

  • Não comprar produtos embrulhados em muitos materiais de embalagem.
  • Preferir o vidro e o papelão ao plástico e ao metal.
  • Usar o seu próprio saco ou cesto de compras e recusar os sacos de plástico na loja.
  • Comprar alimentos em maiores quantidades para reduzir a quantidade de embalagens que você traz para casa.
  • Reutilizar ou reparar o que puder e comprar quando possível produtos em segunda mão.

A woman holds her head in dismay as she unpacks a fan from a box filled with packaging material.

As comunidades podem trabalhar com donos de lojas e governos locais para prevenir que os materiais que causam problemas de eliminação ou de saúde entrem na comunidade em primeiro lugar. A organização da comunidade pode fazer pressão sobre os governos para que eles façam leis que forcem os negociantes a reduzir o seu lixo e a assumir responsabilidade sobre os lixos que criam.

Proibir os sacos de plástico

Fora da aldeia de Emmonak, no Alasca, os sacos de plástico para fazer compras escapavam muitas vezes do aterro sanitário da aldeia e eram transportados pelo vento. Na aldeia vizinha de Galena, eles ficavam agarrados às árvores ou eram levados pelo vento até ao vizinho rio Yukon. Em Kotlik, onde o rio entra no mar, os sacos de plásticos eram encontrados enrolados à volta de focas e salmões mortos.

Desde que as 3 aldeias proibiram os sacos de plástico em 1998, isto já não acontece. A seguir a estas aldeias, 30 outras comunidades no estado do Alasca proibiram os sacos de plástico e esta proibição está a espalhar-se . Nas vilas e cidades, as pessoas são incentivadas a usar sacos de papel ou sacos de pano, que podem ser usados uma e outra vez durante anos.

People work with used plastic bags as a youth shows them his backpack.

Como parte da campanha contra o lixo de plástico no Alasca, o Departamento de Estado de Conservação Ambiental e o Conselho Intertribal da Bacia do Rio Yukon iniciaram um programa para ensinar as pessoas a reutilizarem os sacos de plástico, transformando- os noutras coisas. Agora, as pessoas cortam os sacos em faixas e fazem mochilas, malas de mão, tapetes para o chão, cestos e outros produtos úteis. Eles até os vendem, fazendo dinheiro com coisas que antigamente entupiam os esgotos e faziam lixo nas ruas.

Separar os lixos na origem

Impedir os restos de comida de se misturarem com os resíduos de papel ou vidro, etc., facilita a reutilização, reciclagem e eliminação de materiais e ajuda a prevenir os problemas de saúde causados pelos lixos misturados. Separar os lixos é o primeiro passo para uma melhor gestão dos resíduos, embora só resolva o problema se houver uma boa maneira de lidar com os lixos, depois de os ter separado. A separação dos lixos faz parte de um sistema que inclui a reutilização, a compostagem, a recolha regular, a reciclagem e a eliminação segura.

Formas de separar os lixos

A maior parte dos lixos produzidos nas zonas urbanas e rurais é orgânica ou são resíduos molhados (restos de comida e restos da horta, como por exemplo plantas mortas e folhas). O lixo orgânico é decomposto pela luz do sol e pela água, ou comido por seres vivos (vermes, insectos e bactérias) e transformado em composto.

Habitualmente, há muito papel, vidro, metais e plásticos no lixo. Uma grande parte deste lixo é constituída por embalagens que foram deitadas fora. O lixo das casas também pode incluir materiais tóxicos, como por exemplo tintas, pilhas, fraldas de plástico, óleo de motores, pesticidas velhos e recipientes velhos de produtos de limpeza.


Separação em 2 tipos de lixos


Os resíduos
molhados
transformam-
se em
composto
Organic waste in a trashcan.
Bottles and newspapers.
Os resíduos secos
são seleccionados e
reutilizados, reciclados
ou enviados para o
aterro sanitário
Separação em 3 ou mais tipos de lixos
A box with worms in it.
Bottles, cans and paper.
Containers labelled with a skull and crossbones and an X.
Os resíduos molhados transformam-se em composto Os materiais secos, reutilizáveis e recicláveis são reutilizados, reciclados ou enviados para o aterro sanitário Os resíduos tóxicos precisam de tratamento e eliminação especiais

Quem é responsável por separar os lixos?

Os lixos podem ser separados pelos agregados familiares e pelas empresas que os produzem, ou pelas pessoas que os apanham. Qualquer que seja o sistema que a sua comunidade usa para separar e recolher lixos para reutilizar, reciclar ou eliminar, é importante que aqueles que fazem o trabalho sejam respeitados e pagos pelos seus esforços.

Os apanhadores podem ganhar dinheiro, separando e vendendo os itens mais valiosos e trazendo o que resta dos resíduos separados para o centro de reciclagem. Alguns apanhadores pagam uma pequena quantia aos agregados familiares pelo lixo separado ou cobram uma pequena taxa para recolher o lixo que não está separado.

Se o lixo for separado em casa, o material seco pode ser mantido em recipientes dentro de casa até o virem buscar. Os recipientes para os resíduos molhados podem ser mantidos fora de casa e transformados em composto para a horta em casa, ou podem ser recolhidos por um projecto de compostagem no bairro.

People pick through trash at a dump.
Separar os lixos depois de eles irem para uma lixeira é perigoso e menos eficaz do que seleccioná-los em casa ou na empresa.
A woman empties a bucket into a compost container.
O composto bom e completo cheira bem e é suave ao toque, tal como o solo escuro e rico da floresta.

Fazer o composto: Transformar resíduos orgânicos em adubo

Como a matéria orgânica é habitualmente a parte maior da maioria do lixo, separar e fazer composto com os restos de comida ajuda a reduzir em muito os lixos. Acrescentar composto ao solo é uma maneira de levar os nutrientes das culturas de volta à terra.

A melhor maneira de fazer composto depende da quantidade de espaço disponível. Pequenas quantidades de composto podem ser feitas em recipientes em cada casa ou negócio. Os locais de compostagem maiores podem ser criados nas vilas e cidades e em explorações agrícolas onde há espaço para grandes montes de lixo. (Ver “O composto pode ser usado de muitas maneiras.”)


Como fazer composto com minhocas

EHB Ch18 Page 400-2.png
Uma caixa de minhocas
pode ser muito simples…
EHB Ch18 Page 400-3.png
…ou mais complicada.

As minhocas são um dos melhores produtores de composto da natureza. Uma pequena caixa com minhocas saudáveis vai comer os restos de comida de um agregado familiar e transformar o lixo em solo rico para a sua horta. Uma caixa de minhocas pode ser uma forma de fazer composto com os restos de comida quando você não tem terreno suficiente para fazer um monte de composto.

  1. Fazer buracos no fundo de uma caixa de madeira ou plástico para deixar entrar o ar e deixar sair a água e o solo.
  2. Pôr uma segunda caixa ou tabuleiro por baixo da caixa com buracos. Isto vai recolher o solo rico que as minhocas produzem.
  3. Encher a caixa de cima com papel rasgado, capim e restos de comida. Obter uma pá cheia de minhocas de um centro de jardinagem ou de um camponês e pô-la dentro da caixa.
  4. Acrescentar restos de comida várias vezes e manter a caixa húmida, mas não demasiado molhada. Tapar a parte de cima para proteger as minhocas da luz do sol.

    À medida que as minhocas comem o que você põe na caixa, elas produzem um solo rico e a colónia de minhocas cresce. Algumas minhocas podem cair para a caixa ou tabuleiro de baixo. Volte simplesmente a pô-las outra vez dentro da caixa de cima, ou ponha-as na sua horta juntamente com o novo solo.

Compostagem e reciclagem comunitária

Antigamente, Porto Novo, a capital do Benim, tinha montes de lixo a apodrecer nas ruas, tão altos como prédios de 4 andares. Como pode imaginar, isto causou muitos problemas de saúde. E o cheiro horrível tornava-a num lugar desagradável para viver. Algumas pessoas decidiram começar um centro de compostagem para transformar o lixo em adubo útil.

Com o financiamento de uma organização de serviço social, eles encontraram um lugar espaçoso para estabelecer uma fábrica de reciclagem e compostagem. Uma organização francesa deu ao grupo de Porto Novo um tractor e 2 atrelados. Eles estacionaram os atrelados perto da estação de comboios e de um estádio de futebol e incentivaram as pessoas a porem ali o seu lixo. Agora, todas as noites, o tractor leva os atrelados cheios de lixo para o centro de reciclagem onde pessoas jovens seleccionam o lixo.

Os resíduos orgânicos são deitados em valas e tapados com folhas de palmeira para fazer composto. Os “cozinheiros” do composto verificam a humidade, a corrente de ar e o calor com regularidade, para garantir que o lixo se decompõe rapidamente. Passados 2 meses, o composto está pronto para ser usado.

Alguns jovens do projecto começaram a usar o composto nas hortas. Com fundos do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, o centro comprou sementes e terrenos para produzir culturas. Nesta região do Benim, o solo nunca foi rico e tornou-se pobre devido ao uso em excesso. Mas, com o seu composto para enriquecer o solo, os jovens horticultores são capazes de produzir legumes frescos nutritivos. Os aldeãos também compram o composto para fertilizar as suas hortas.

O dinheiro que o centro de compostagem ganha com a venda de legumes e composto é usado para comprar mais equipamento e contratar mais jovens desempregados para trabalharem como seleccionadores de lixo e horticultores. Desta forma, o projecto sustenta-se a si mesmo e continua a crescer.

Como fazer o composto lento

Esta forma de fazer composto requer pouco espaço e pouco trabalho e produz composto em cerca de 6 meses.

  1. Cavar um buraco no chão com 60 cm de largura por 60 cm de comprimento e 1 metro de profundidade.
  2. Pôr uma mistura de lixo seco e molhado no buraco.
  3. Tapar cada 20 cm de profundidade de material orgânico com 3 cm de solo e juntar água para o manter húmido (só húmido, não encharcado).
  4. Tapar o buraco para manter afastada a chuva. Passada uma semana, o composto deve começar a decompor-se. O monte de lixo vai aquecer e encolher à medida que se decompõe.


Como fazer o composto rápido

Esta é uma forma de produzir muito composto no espaço de 1 a 4 meses, se você tiver um espaço aberto grande.

EHB Ch18 Page 402-1.png

  1. Escolher uma área lisa com 1½ metros de largura por 4 metros de comprimento. Marcar a área com estacas. Soltar o solo até uma profundidade de 30 cm. Isto vai ajudar o monte de composto a escoar a água e vai ajudar as minhocas a entrarem no monte para decomporem os resíduos. Se o solo estiver muito seco, regue-o.
  2. EHB Ch18 Page 402-2.png



  3. Encontrar 2 paus grandes da altura de uma pessoa. Pô-los a direito no meio da terra solta. Não os enfiar demasiado na terra, porque mais tarde vão ser retirados.


  4. EHB Ch18 Page 402-3.png

  5. Marcar linhas nos postes a 20 cm do chão, depois 5 cm acima disso e depois 2 cm acima disso. Repetir estas marcas 7 ou 8 vezes até que todo o poste esteja marcado com estas medidas.

  6. EHB Ch18 Page 402-4.png



  7. Fazer um monte de restos de comida e plantas (uma mistura de materiais secos e molhados é melhor) até à marca de 20 cm nos paus. O monte deve cobrir toda a área de terra solta e ter uma altura uniforme. Se estiver muito seco, acrescentar água até estar húmido, mas não encharcado.

  8. EHB Ch18 Page 402-5.png


  9. Pôr uma camada de estrume animal até à linha seguinte (5 cm). O estrume fresco é melhor porque está quente e vai ajudar o composto a decompor-se rapidamente. Por cima do estrume, acrescentar uma camada de solo até à marca seguinte (2 cm). Continuar a colocar as camadas por esta ordem à medida que a matéria orgânica fica disponível. Acrescentar um pouco de água em cada camada, para que todo o monte fique húmido. Com o passar do tempo, você pode construir o monte até a uma altura de 2 metros, mais ou menos. Depois, deve tapar todo o monte com uma camada de solo e molhá-lo mais.

  10. EHB Ch18 Page 402-6.png
  11. Passados 2 dias, retirar os paus. Isto vai deixar buracos largos para o ar entrar no monte e ajudar a decompô-lo. Passadas 3 semanas, virar e misturar o monte com uma pá. Fazer isto novamente mais ou menos em cada semana. O monte vai aquecer e encolher à medida que se decompõe. Passados 1 a 4 meses, o monte deve transformar-se em solo fértil escuro e com um cheiro doce.


Para saber se o composto está a funcionar

Independentemente do método usado, há maneiras de saber se o seu lixo se está a transformar num bom composto e não apenas numa grande confusão malcheirosa.

  • Para se decompor, o composto precisa de lixo molhado, como por exemplo restos de comida, e lixo seco, como por exemplo capim, folhas castanhas, cascas ou papel cortado. Se o monte se mantém como um monte de comida a apodrecer, em vez de aquecer e se transformar em solo, pode precisar de mais restos secos e castanhos das plantas.
Heat rises from a compost pile.
Um monte de composto que funciona bem aquece à medida que os resíduos se decompõem.
  • Se o monte cheira mal ou não encolhe, precisa de mais ar. Vire o monte com uma pá ou abra buracos enfiando paus nele.
  • Se o monte não aquecer, isso pode dever-se a demasiada ou muito pouca água. Vire o monte com uma pá. Se estiver muito seco, acrescente mais água. Se estiver muito molhado, acrescente menos água. Tapar o monte com um plástico preto também vai ajudar a mantê-lo quente.
  • Se o composto tiver formigas, acrescente água.
  • Se atrair moscas, precisa de ser tapado com mais solo.


Passado um tempo, o composto deve transformar-se em solo preto rico e com um cheiro doce. (Para saber mais sobre como usar composto nas plantas, ver “O composto pode ser usado de muitas maneiras.”)

O que é que não pode ir para o composto?

Batteries, a bone, cans and bottles with a line drawn through them.
Não ponha estas coisas no composto.

As pessoas têm ideias diferentes sobre o que faz um bom composto e o que não faz um bom composto. Por exemplo, algumas pessoas não põem restos de carne ou papel no composto. Muitas pessoas concordam que o estrume de cavalos e gado é bom para o composto, mas que as fezes dos cães e dos gatos não são boas.

Folhas grandes ou folhas muito grossas vão decompor-se devagar. Se for acrescentado papel ou cartão, é melhor cortá-los em bocadinhos e mantê- los húmidos, para que eles se decomponham mais facilmente. A carne, os ossos e os restos gordurosos da cozinha atraem pragas e decompõem-se muito devagar.

Algumas coisas nunca são boas para o composto. Plástico, metal, vidro e qualquer coisa que não seja directamente da terra não se vai decompor. As plantas que envenenam as pessoas ou outras plantas, como por exemplo o rícino e o eucalipto, não vão fazer um bom adubo.

Reutilize aquilo que puder

O lixo de uma pessoa é muitas vezes constituído por coisas úteis para mais alguém. Em todo o mundo, as pessoas poupam dinheiro e protegem o meio ambiente inventando métodos de reutilizar com segurança materiais que foram deitados fora.

Com pneus, faça sandálias, caixotes e máquinas para plantar sementes.

Com latas, faça lâmpadas, máquinas para plantar sementes e castiçais para velas.

Com recipientes encerados para comida, faça sacos para compras.

Com cascas de coco, faça chávenas, garfos e colheres.

Com folhas de bananeira, faça pratos e tigelas.

EHB Ch18 Page 404-1.png
Muitos produtos novos são feitos facilmente reutilizando resíduos que foram deitados fora.

Com sucata de metal, faça fogões, lâmpadas e arte.

O papel pode ser cortado em bocados e compactado para fazer isolamentos para a casa ou para fazer briquettes para queimar.

A serradura pode ser usada na compostagem, em casas de banho secas ou prensada para fazer briquettes com estrume e outra matéria orgânica e queimado como combustível.

A reciclagem transforma o desperdício em recurso

An arrow points from aluminum cans to a TV.
A reciclagem de um só pacote de 6 latas de alumínio pode poupar energia suficiente para fazer funcionar uma TV durante 18 horas!

A reciclagem pega nos produtos que já não são úteis e transforma-os em materiais para fazer produtos novos e úteis. A reciclagem de alguns materiais (como por exemplo o metal e a borracha) deve ser feita em fábricas. Outros materiais, como por exemplo o papel e o vidro, requerem menos equipamento e espaço e podem ser reciclados em pequenas oficinas ou nas casas das pessoas.

A reciclagem é uma maneira importante de reduzir a quantidade de resíduos. Mas a reciclagem requer apoio do governo e da indústria, bem como um compromisso por parte das comunidades e das pessoas. Se não há mercado para produtos reciclados, ou se eles não são reciclados em segurança, a reciclagem não é solução.

A reciclagem reduz os resíduos transformando-os em novos produtos e também poupa energia usada no fabrico. Por exemplo, é preciso menos ⅔ de energia para reciclar o papel do que para fazer papel novo ou para fazer aço a partir de sucata de metal, em vez de o fazer com minério em bruto. Fazer alumínio a partir de sucata implica uma pequeníssima quantidade de energia, comparando com a energia necessária para fazer alumínio a partir de bauxite em bruto.

A chirping bird speaks.
A reciclagem preserva recursos de que você e eu precisamos para viver!

A reciclagem:

  • Reduz a quantidade de resíduos sólidos que poluem o nosso meio ambiente.
  • Reduz a quantidade de resíduos sólidos que precisam de ser eliminados, poupando espaço e dinheiro.
  • Reduz o uso de recursos através do seu uso mais do que uma vez.
  • Ajuda a economia local e nacional, porque é necessário importar menos matérias-primas.
  • Cria empregos.

Que materiais podem ser reciclados?

Os materiais que podem ser reciclados dependem da indústria local de reciclagem.

O vidro é feito de areia, carbonato de sódio e cal. Quando é deitado fora, desgasta-se mas não se decompõe outra vez nos seus materiais de origem. Para reciclar vidro, ele deve ser separado por cor, derretido para transformar em líquido e moldado sob a forma de novos recipientes. Algum vidro também é reciclado em materiais usados nas estradas ou edifícios. Muitos produtos de vidro como garrafas podem ser lavadas e reutilizassadas sem serem recicladas.
O alumínio é feito de um minério de metal chamado bauxite, que é extraído da terra. Ele não se decompõe no minério original, mas desgasta-se, tal como o vidro. O alumínio é reciclado sendo derretido e moldado novamente em novas latas e outras coisas.
As latas de aço cobertas de estanho, como por exemplo as latas de sopa ou fruta, são recicladas através da separação do estanho e do aço. O aço e o estanho são depois lavados e vendidos para fazer mais latas e outros produtos.
A borracha é feita de resina natural e petróleo. Às vezes, a borracha é reciclada sendo derretida ou partida aos bocadinhos e moldada novamente sob a forma de coisas novas.
O papel é feito de madeira, algodão e outras plantas com fibras fortes. O papel é um dos poucos materiais que pode ser transformado novamente em papel. O papel comercial é muitas vezes reciclado em fábricas industriais. O papel também pode ser reciclado à mão, para fazer produtos de papel muito bonitos para a casa ou para venda.

Os produtos que contêm materiais tóxicos, como por exemplo computadores, pilhas, material electrónico, tintas, solventes e pesticidas, e os recipientes onde eles são guardados, precisam de manuseamento cuidado para que os trabalhadores da reciclagem não fiquem expostos aos produtos químicos tóxicos. Alguns destes produtos não podem nunca ser reciclados e, é por isso, que é melhor produzir, logo, menos quantidade destes produtos.

A 3 arrow recycling symbol where one arrow is misdirected by a plastic bottle.

The problem with recycling plastics

Quando o plástico é reciclado, a sua qualidade diminui. Uma garrafa de plástico não é reciclada para se tornar noutra garrafa de plástico, mas sim para fazer qualquer coisa de menor qualidade. Por causa disto, o plástico só pode ser reciclado poucas vezes antes de já não poder ser usado.

A reciclagem de alguns plásticos liberta um gás tóxico que é perigoso para os trabalhadores e para as comunidades. E muito do plástico destinado à reciclagem acaba por ser deitado nos aterros sanitários. É por isso que é melhor usar a menor quantidade de plástico possível.

Recolha, transporte e armazenamento de resíduos

Se a sua comunidade não tem um serviço de recolha de lixos de confiança, você pode organizar um, com a ajuda do governo e dos comércios locais. À medida que faz planos, lembre-se do que vai ser recolhido e se isso vai ser levado para revenda a um negociante maior de reciclagem ou para um programa comunitário de reciclagem.

Quanto menor distância os seus resíduos percorrerem, melhor. Mas muitas comunidades não são capazes de reciclar os resíduos localmente, por isso, devem ser encontradas outras soluções.

Formas de preparar os resíduos

A maneira como os lixos são preparados para recolha, transporte e armazenamento depende de quanto espaço você tem, de quem vai fazer o trabalho, de quem vai comprar os resíduos e para que é que eles vão ser usados. Para prevenir os maus cheiros e a propagação de micróbios, os materiais devem ser limpos, secos e espalmados ou amontoados para ocupar o menor espaço possível e reduzir a possibilidade de acidentes.

Computadores, rádios e televisões contêm muitas peças que podem ser revendidas e recicladas, mas muito do que eles contêm é tóxico. É melhor estes materiais serem separados depois de receber formação sobre cada produto e usar equipamento protector de segurança e boa ventilação. Todos os recipientes de materiais tóxicos precisam de manuseamento especial.

Saúde e segurança para os apanhadores de resíduos

Os apanhadores de lixos estão em risco, por causa de todos os problemas de saúde que estão associados aos resíduos. Para prevenir danos, os apanhadores de lixos precisam de formação sobre como se prevenir de alguns problemas de saúde e onde devem ir para receberem tratamento se vierem a surgir problemas.

Se os apanhadores de resíduos se organizarem em cooperativas ou pequenos negócios, pode ser mais fácil concentrar recursos e conseguir o apoio do governo e da comunidade para comprar equipamentos de segurança e tornar o trabalho tão seguro quanto possível.

Illustration of the below: A woman loads a bag into a tricycle cart which a man pedals.
Óculos protectores
Luvas
Carrinho para lixos
Máscara para a cara
Sapatos fechados
A man speaks by a wheelbarrow full of objects.
Algum deste lixo é útil... mas eu não sei quem poderá usá-lo!

Iniciar um centro comunitário de recuperação de recursos

Um centro de recuperação de recursos é um lugar onde os materiais reutilizáveis e recicláveis são recolhidos para venda ou reutilização. Também pode ser um lugar para começar um projecto de compostagem ou uma horta, para fazer novos produtos a partir de materiais velhos e para trocar bens como por exemplo roupas, cortinados, aparelhos, mobiliário, sapatos, garrafas de vidro, panelas, utensílios, materiais de construção, etc.

People sort trash and recyclables into areas marked "for exchange' "Free materials" "Paper" and "Glass and metal."
As pessoas que trabalham em conjunto fazem da comunidade um lugar bonito para viver.
Centros de recuperação de recursos

Várias comunidades das Filipinas têm centros de recuperação de recursos criados pelos governos locais e por uma organização chamada Fundação Mãe Terra. Estes centros de recuperação de recursos inspiraram programas comunitários de resíduos sólidos em todo o país e ajudaram a mudar todo o sistema de gestão de lixos.

Os agregados familiares foram incentivados a separar os seus lixos e a limpar os materiais que podem ser reutilizados e reciclados. Algumas comunidades aprovaram uma lei para reduzir os maus cheiros, impedindo as pessoas de amontoarem o lixo na rua.

As pessoas mantêm os lixos orgânicos em recipientes fechados dentro de casa ou transportam-nos para depósitos de compostagem colocados em toda a comunidade. Todos os dias, os trabalhadores de um centro de recuperação de recursos viajam através das comunidades com carrinhos de 3 rodas para recolher os resíduos orgânicos, recicláveis, e os resíduos a serem eliminados. Às vezes, as pessoas são pagas pelos seus produtos recicláveis. Tudo é trazido para o centro de recuperação de recursos, que tem 2 partes principais:

  • Uma horta ecológica, onde a matéria orgânica é transformada em composto e usada para produzir legumes para venda à comunidade.
  • Um abrigo ou armazém ecológico, onde os produtos recicláveis limpos são guardados antes de serem vendidos a lojas de sucata, empresas ou fábricas de reciclagem.
Bags made of labels.


Alguns centros também criam áreas de trabalho onde as pessoas fazem produtos novos a partir de materiais velhos. As embalagens de sumos são espalmadas e cosidas umas às outras para fazer sacos. As garrafas de vidro são transformadas em copos para beber. Os jornais velhos são cortados às tiras e transformados em cestos e sacos que são cobertos com cola ou resina para os tornar rijos e duráveis. Estas coisas são vendidas para dar algum rendimento às pessoas que as fizeram e para pagar os custos de gerir os centros de recuperação de recursos.

Os centros reduziram drasticamente a quantidade de lixo nas suas comunidades. Em vez de viverem com montes de lixo malcheirosos, as pessoas agora ganham um rendimento extra a partir de materiais reutilizados e reciclados e produzem mais legumes usando composto feito com restos de comida.



Esta página foi actualizada: 27 jun. 2022