Hesperian Health Guides

Ataques, convulsões

As convulsões são períodos de inconsciência ou alterações no estado mental súbitos, normalmente de curta duração, acompanhados de contracções musculares bruscas. As convulsões podem ser causadas por febre alta, desidratação, traumatismos, malária, meningite, envenenamento, ou por outras razões. Convulsões que se repetem são chamadas epilepsia — ver Problemas cerebrais e da cabeça (em desenvolvimento).

Se nenhuma destas causas graves de convulsões parece provável, uma única convulsão pode não ser um problema (embora possa ser muito assustadora de assistir). Se as crises são recorrentes, consulte um profissional de saúde.

Tratamento

Durante uma convulsão, limpe o espaço ao redor da pessoa para que ela não se lesione. Vire-a de lado para que ela não engasgue se vomitar. Não segure uma pessoa em convulsões nem tente segurar a sua língua.

Para a convulsão por desidratação,, procure ajuda médica. Após o término da convulsão, administre os líquidos rehidratantes.

Para uma convulsão por meningite, procure ajuda médica.

Para a convulsão por malária, procure ajuda médica. No caminho, dê diazepam. Trate com medicamentos para malária (veja Doenças provocadas por mosquitos, em desenvolvimento).

Se a convulsão durar mais de 15 minutos, introduza diazepam líquido no ânus usando uma seringa sem agulha. Não dê mais do que a dose recomendada e não dê mais do que 2 doses. Veja informações sobre doses.

Os espasmos causados por tetano podem ser confundidos com convulsões. A mandíbula fica rigidamente fechada (trismus) e as costas ficam repentinamente arqueadas. Aprenda a detectar os primeiros sinais de tetano.

Após a convulsão, a pessoa pode estar confusa ou sonolenta.
Conforte-a.


NWTND fa Page 50-1.png



Esta página foi actualizada: 06 ago. 2020