Hesperian Health Guides

Malnutrição

Uma criança magra malnutrida
Em lugares onde a maioria das crianças são malnutridas, você pode pensar que uma criança malnutrida parece normal. Mas o tamanho pequeno, a fraqueza, a personalidade triste, e a doença constante não são nem saudável, nem normal.


Sinais
  • crescimento lento e baixa estatura
  • magreza
  • "perda" de músculos: o corpo usa o tecido dos músculos para fornecer energia
  • letargia e pensamento lento, porque o cérebro não recebe a energia de que necessita
  • mais doenças e infecções
  • diarreia frequente, agravando a malnutrição


Uma criança magra com diarreia, e um diagrama explicando que a malnutrição caua diarreia e diarreia causa malnutrição

A malnutrição é comum e muitas vezes crónica. Isso significa que muitas pessoas passam fome por longos períodos. Assim, elas não crescem e ficam tão altas quanto deveriam, elas ficam doentes com mais frequência do que deveriam, e têm diarréia, anemia e outros problemas de saúde mais frequentemente.

Tratamento

Você pode tratar a malnutrição crônica, mesmo quando não tem muito, dando mais e melhores alimentos.

Para os bebês desde o nascimento até cerca de 6 meses: dar leite materno e nada mais. Qualquer outro alimento agrava o problema. A medida que a criança cresce, continue dando leite materno, e adicione também outros alimentos.

Para qualquer com sinais de nalnutrição: dê uma papa com alto teor de energia. Comece por fazer uma papa com o principal alimento rico em amido e adicione:

Uma colher de óleo que está sendo adicionada a um papa, ovos, bananas e mel
  1. Proteína: farinha de amendoim, manteiga de amendoimn nozes ou farinha ou pasta de feijão. Ou feijão, ovos ou peixe cozido. Ou leite, iogurte, ou queijo. Escolha qualquer proteína que seja acessível e está disponível.
  2. Energia: Adicione uma colher de óleo e uma colher de açúcar, mel ou outro adoçante. Ou adicione frutas.
  3. Vitaminas e minerais: vegetais ou frutas cozidas.

Pode haver momentos em que não há comida suficiente para dar a criança uma refeição saudável, com proteínas e vegetais todos os dias. Ainda assim, tente evitar dar apenas alimentos ricos em amido. Com apenas o amido, a criança vai se sentir satisfeita, mas vai crescer fraca e doente. Adicione uma colher de óleo. Uma colher de óleo não compensa a falta de proteínas e vegetais. Mas, por um curto período de tempo pode dar a energia que a criança não pode obter só do amido.

Uma criança com uma grande porção de arroz, e uma criança com uma porção muito menor de arroz contendo uma colher de óleo
Para preencher as suas necessidades de energia, uma criança precisa de comer esta quantidade de arroz cozido.
Quando o óleo é adicionado, ela precisa comer apenas esta quantidade

Avalie todas as crianças para verificar se têm malnutrição

A malnutrição crônica em crianças muitas vezes passa despercebida. Para verificar se existe mlnutrição, pese as crianças regularmente e mantenha o controlo do seu crescimento num cartão de saúde. Se não tem balança, uma outra maneira de verificar a existência de malnutrição é medir o braço da criança. Muitas vezes, existem programas ou clínicas para medir o crescimento das crianças. Estes programas podem ser uma boa maneira de garantir que a criança com fome receba ajuda precocemente, antes da malnutrição tornar-se perigosa.

Para medir o braço, corte uma tira de papel, plástico ou pano com cerca de 25 cm.

Marque na tira os locais que mostram quando uma criança é "muito magra" ou tem gordura e músculo suficiente. No 0 centímetros escreva "medir a partir daqui," a 11,5 centímetros da escrita "muito magra", e em 12,5 centímetros da escrita "crescendo bem " ou use cores ou símbolos que fazem sentido para si.

Use a sua faixa ou tira para medir os braços das crianças entre 1 e 5 anos de idade, para se certificar de que elas estão ganhando peso suficiente. (Medições de braço não são úteis quando as crianças têm kwashiorkor, um tipo de malnutrição grave que causa inchaço nos braços e em outros lugares).

Alguém envolvendo uma tira de papel ao redor do centro da parte superior do braço esquerdo de uma criança para medi-lo
Medir o centro do braço esquerdo

Quando o braço de uma criança mede menos de 11,5 centímetros (abaixo da linha "magra demais"), ou se ela não segue a curva normal de crescimento no cartão de saúde, ou tem sinais agudos de malnutrição mencionados na página que se segue, ela está tão desnutrida que a malnutrição tornou-se uma doença. Ela precisa de tratamento urgente e você pode ajudar a salvar a vida desta criança fazendo com que obtenha alimentos com elevado teor de energia (clique aqui).

Uma fita para medir braço da criança: se mostra até menos de 11,5 centímetros significa que a criança tem malnutrição grave, de 11,5-12,5 cm a criança está em perigo de malnutrição e acima de 12,5 cm a criança está crescendo bem.
AMARELO (em perigo)
Se a medição do braço da criança está aqui ela corre o risco de tornar-se malnutrida. Dê-lhe comida extra, vigie o seu crescimento, e observe-a de perto, para que ela não se torne malnutrida.
linha "muito magra" Nota: esta imagem pode ser impressa em tamanhos diferentes, por isso, use uma régua para certificar-se de que a sua faixa tem as medidas correctas.

Malnutrição aguda, grave

A malnutrição aguda grave, surge em tempo de guerra, seca, ou desastres, quando a oferta de alimentos é interrompida. Também pode acontecer com pessoas que se alimentam mal a maior parte do tempo, mas algo se altera diminuindo a quantidade de comida que comem ou aumentando a quantidade de energia que necessitam. Por exemplo, quando uma criança já com fome tem um "salto no crescimento" e precisa de mais energia. Ou quando uma pessoa malnutrida tem HIV, malária, leishmaniose, sarampo, ou alguma outra doença, e precisa de mais alimentos para ter energia para combater a infecção. De repente, "apenas a quantidade suficiente" de alimentos com que estavam sobrevivendo já não é suficiente.

As informações sobre malnutrição aqui apresentadas estão voltadas principalmente para as crianças, porque eles sofrem mais com isso. Elas perdem peso mais rapidamente, e, em seguida, perdem apetite, e deve ser dada mais ajuda para se recuperarem e sobreviver. Sem ajuda, os danos causados pela malnutrição podem prejudicá-las por toda a vida. Os adultos também podem ter malnutrição aguda, e o tratamento dos adultos é o mesmo que o das crianças.

Uma criança com malnutrição grave pode ser parecida a esta:

Uma criança pequena, magra, com cabelos finos, braços e pernas magras, e ossos visíveis
O cabelo cai facilmente
Pele fina, seca - a pele pode parecer de uma pessoa idosa
Este tipo de malnutrição é chamada marasmo.
Perda de músculos nos braços e pernas que ficam fracas, muito finas e pequenas
Nos braços e pernas que ficam fracas, muito finas e pequenas



Ou uma criança com malnutrição grave pode ter esta aparência:

Uma criança maior, menos magra, cabelos finos claros, barriga e tornozelos inchados e, manchas escuras na pele
O cabelo fino seco, que perde a cor e fica avermelhado, amarelo ou branco
Pele seca, a descamar, rachar
Barriga inchada
Feridas ou manchas escuras na pele
Este tipo de malnutrição é chamada kwashiorkor.
Edema (inchaço) ao redor dos olhos, nos pés ou tornozelos
O peso da criança pode ser normal - ela não parece magra
Criança cansada ou que não consegue se mover
Um dedo premindo o tornozelo, e a depressão (uma pequena cova) que fica quando o dedo é retirado
Se você premir nos tornozelos, seu dedo deixará uma marca.

Às vezes, as crianças apresentam uma combinação de sinais dos dois tipos de malnutrição.

As pessoas com HIV, tuberculose, parasitoses ou outras doenças prolongadas podem estar malnutridas, mesmo quando se alimentam regularmente. Se uma criança ou adulto come muito, mas mesmo assim parece malnutrida, pode ser que tenha uma doença grave. Um aspecto importante para se manter saudável quando se tem uma doença prolongada é comer mais alimentos e tentar identificar a causa do problema.

Duas fotografias, a primeira de uma criança muito magra chorando e a segunda da mesma criança com um peso saudável e muito mais feliz
Ashika estava malnutrida quando chegou ao centro de saúde. Após algumas semanas, uma boa alimentação curou-a.

Estas duas fotos mostram a mesma menina de 2 anos, a Ashika. Ela veio para a Casa de Reabilitação Nutricional (NRH), em Katmandu, Nepal com malnutrição grave. Após 26 dias de tratamento com uma fórmula de leite enriquecido e uma dieta mista de alimentos locais, ela ganhou peso suficiente para ser saudável para a sua idade, e foi para casa com a mãe. O NRH não é um hospital, apenas uma casa grande, com muitas camas, uma horta, e uma equipe solidária. Eles ajudam cerca de 20 crianças por mês que sofrem de malnutrição grave, devido à pobreza, outras doenças, e a falta de consciência sobre nutrição, bem como a guerra e a fome. As mães também participam no tratamento dos seus filhos. Elas aprendem sobre nutrição para que possam ajudar os outros quando elas voltarem para casa. Centros de alimentação como estes salvam a vida da maioria das crianças que a eles chegam.

Tratamento da malnutrição aguda

Uma criança com malnutrição aguda precisa de ajuda médica imediata. Se houver um centro de alimentação na sua área leve a criança para o centro, ou forneça os cuidados necessários a criança. Dê:

  • alimentos.
  • líquidos (hidratação).
  • calor, especialmente à noite.
  • medicamentos.

Alimentos

Dê alimentos muito concentrados para fornecer energia e nutrientes rapidamente. Papa de amido simples não é suficiente.

Você pode preparar uma alimentação com elevado teor de energia em casa. Esta alimentação caseira com elevado teor de energia é tão boa como os alimentos "terapêuticos", como Plumpy'nut e pode ser melhor em alguns aspectos (clique aqui). É também um bom alimento para qualquer criança pequena, porque ela precisa de nutrientes e energia concentrada para crescer e estar saudáveis

Combine 4 tipos de alimentos usando ingredientes do local onde vive: papa, proteína, gordura ou óleo, e vegetais.

Uma tigela com papa de aveia e uma colher
Use qualquer alimento contendo amido que costuma fazer para a sua família, cozidos em pasta grossa (não como um caldo).
  1. Faça uma chávena de papa com um alimento energético contendo amido.
    Escolha qualquer um destes:
    • Mexoeira/painço
    • milho
    • arroz
    • trigo
    • mandioca
    • inhame ou batata
  2. Adicione um alimento rico em proteína.
    Escolha qualquer um destes:
    NWTND Nut Page 25-2.png
    • 2 colheres de sopa de leite em pó
    • 1 ovo
    • ½ chávena de sementes moídas, torradas, esmagadas ou amêndoa, castanha de caja, castanha, nozes
    • ½ chávena de puré de feijão, lentilhas, ou ervilhas cozidas
    • ½ chávena de feijão cozido ou farinha de ervilha
    • ½ chávena de peixe seco esmagado
    • ¼ chávena de carne ou vísceras cozidas, finamente picados
  3. Adicione duas colheres de sopa de gordura ou óleo.
    Escolha qualquer um destes:
    NWTND Nut Page 26-1.png
    • Qualquer óleo vegetal, óleo de amendoim, manteiga, ou banha de porco
  4. Adicione ½ copo de vegetais cozidos.
    Escolha qualquer um destes:
    NWTND Nut Page 26-2.png
    • tomate
    • vegetais de folhas verdes
    • abóbora, abóbrina
    • feijão verde
    • ervilhas frescas
    • quiabo
    • ou outro vegetal

Dê papa de aveia com elevado conteúdo em energia 4 ou 5 vezes por dia.

Uma criança malnutrida pode não querer comer ou pode ter força apenas para comer lentamente. Ofereça um pouco de comida a cada uma ou duas horas. Seja paciente e persistente. Continue alimentando a criança com este alimento com elevado conteúdo em energia até que ela comece a ganhar peso e recupere as forças.

Uma mãe segurando o filho malnutrido, alimentando-o com uma tigela e uma colher

Lave as mãos antes de cozer ou servir alimentos, use pratos limpos, e use todos os alimentos que preparar em um ou dois dias. Como qualquer outro alimento, o alimento de elevado conteúdo em energia acabará por estragar-se, e vai estragar-se mais rápido se você vive num local quente.

Se a criança ainda mama, amamente primeiro e, em seguida, dê o alimento com elevado conteúdo em energia. Dê o leite materno com mais freqüência - porque as crianças malnutridas podem estar demasiado fracas para mamar o suficiente a cada mamada.

Dê também fruta todos os dias. Qualquer fruta fornecerá vitaminas. Mas se puder, dê frutas diferentes todos os dias - para que a criança tenha uma variedade de vitaminas.

Líquidos (hidratação)

A maioria das crianças malnutridas estão também desidratadas devido a diarreia. Se uma mãe está amamentar, ela deve continuar a dar leite materno, tantas vezes quantas puder.

Junto com o leite materno, dê uma bebida rehidratante. Uma criança com malnutrição grave precisa de menos sal e um pouco mais de açúcar do que se encontra nas receitas habituais de bebida rehidratante. Assim:

1 garrafa de um litro de água Em 1 litro de água potável
Um quarto de colher de chá de sal

Misture ¼ colher de chá de sal

Prove a mistura. Deve ter menos sal do que as lágrimas.
Nove colheres de chá de açúcar

Depois, misture 9 colheres de chá de açúcar

Dê a mistura a cada poucos minutos usando uma colher. Uma pessoa malnutrida pode não ter força suficiente para beber. Apoie a cabeça enquanto põe a colher com a bebida na sua boca.

Calor

Com a malnutrição grave, o corpo não tem energia suficiente para se aquecer por si só. Verifique a temperatura da pessoa regularmente. Aqueça-a com cobertores durante vários dias, até que ela comece a recuperar. As pessoas têm mais frio durante a noite, por isso precisam de cobertores extras.

Medicamentos

A malnutrição grave é uma doença e requer medicamentos. A criança com malnutrição grave é mais susceptível de ter infecções. Mas o organismo está tão fraco, que pode não ser capaz de mostrar os sinais que geralmente nos indicam que a pessoa está doente. Por isso, dê medicamentos para combater a infecção, mesmo que ela não tenha febre ou infecções óbvias. As crianças com malnutrição aguda dê:

NWTND Nut Page 27-4.png
  • amoxicilina ou outro antibiótico, 3 vezes por dia durante 7 dias.
  • vacina contra o sarampo (a menos que tenha a certeza que a criança já foi vacinada contra o sarampo), veja Vacinas (em desenvolvimento).
  • suplementos de vitamina A.
  • suplementos de zinco.
  • mebendazol (veja que parasitas são comuns no local onde vive).

Observe a criança cuidadosamente

Uma mulher segurando uma criança malnutrida, alimentando-a com um copo e uma colher

Uma criança malnutrida pode piorar rapidamente e necessita de atenção cuidadosa.

À medida que for dando líquidos e alimentos, verifique a sua frequência cardíaca e respiratória (veja Examinando uma pessoa doente - em desenvolvimento). Se estes aumentam à medida que você dá a bebida rehidratante, pare de dar e procure ajuda médica. O coração pode estar a ter problemas de adaptação aos líquidos.

A criança está a melhorar? Se ela não melhorar depois de alguns dias, pode ser que tenha uma infecção ou doença que está a causar outros problemas. Provavelmente terá que ir a um hospital. Também procure ajuda se a criança ficar inconsciente (desmaia), tem convulsão, ou febre de 38 º C (100,4 º F) ou mais alta.

Uma mulher segurando uma criança malnutrida ao colo, enquanto a outra faz umas carícias (festas) na cabeça da criança

Ajude a pesoa que normalmente cuida da criança a perceber muito bem o que a criança necessita para sobreviver e ficar melhor. Explique claramente sobre rehidratação, alimentação e os medicamentos necessários, bem como a forma de ajudar a criança a comer mais no futuro. Relembre a pessoa que cuida da criança para ser paciente e persistente, enquanto alimenta a criança. Sem atenção à alimentação e aos cuidados da criança, ela pode rapidamente voltar a ficar malnutrida. Peça ao cuidador da criança para repetir as instruções sobre os cuidados que deverá prestar e assim você terá a certeza que ela percebeu tudo. Faça o que puder para ajudar. Normalmente, os cuidados de uma criança malnutrida está nas mãos de uma mãe já de si ocupada a cuidar de outras crianças e a fazer o trabalho de casa, e que não tem comida suficiente para si mesma. Ajudar a mãe vai ajudar a criança.

Não importa quão bem ela se recupera, uma criança que teve malnutrição grave deve ser avaliada regularmente para se ter certeza de que a sua mente e corpo estão crescendo e são fortes.

Alimentos terapêuticos prontos a usar

Quando as pessoas estão morrendo de fome, você pode obter alimentos terapêuticos prontos a usar já embalados, os chamados "Ready-to-Use Therapeutic Foods" (RUTF). Estes alimentos com elevado conteúdo em energia podem salvar vidas quando você não tem nada mais, por exemplo, em campos de refugiados. Mas eles têm os seus problemas. Dr. Massimo Serventi, pediatra na Tanzânia, nos escreveu sobre suas preocupações sobre o Plumpy'nut, o RUTF mais conhecido:

(Depois de ser desafiada pelos Médicos Sem Fronteira, a empresa que produz Plumpy'nut concordou em permitir que as empresas locais façam produtos usando a receita de Plumpy'nut.)


Esta página foi actualizada: 09 mar. 2021