Hesperian Health Guides

Gerir as pragas e as doenças das plantas

Neste capítulo:

As pragas, doenças das plantas e ervas daninhas podem ser ameaças graves às culturas. As empresas de produtos químicos dizem que a única solução é pulverizar com pesticidas, regulamente. Mas os produtos químicos podem causar mais problemas do que aqueles que resolvem. A agricultura sustentável funciona de acordo com a natureza para manter um equilíbrio entre culturas, pragas, doenças, ervas daninhas e vida do solo. A isto chama-se gestão natural das pragas ou gestão integrada das pragas (GIP).

A gestão natural das pragas previne problemas com pragas e doenças das plantas e mantém os produtos químicos perigosos longe dos nossos corpos e do ambiente. Além disso, evita problemas de dependência dos produtos químicos e de resistência aos pesticidas. Para alguns métodos imediatos para resolver problemas com pragas, ver “Pulverizar com pesticidas naturais” and “Métodos físicos para controlar pragas.”

Mesmo que você esteja disposto a usar pesticidas, é importante saber se as pragas estão a prejudicar as suas culturas, qual o grau de estrago que está a ser feito e se as criaturas que existem nos campos já estão a controlar as pragas. Depois pode decidir se e quando usar produtos químicos, e que tipos de produtos usar.

A melhor maneira de controlar as pragas e as doenças é manter as plantas saudáveis.

  • Criar um solo saudável. O solo saudável cria uma casa para os insectos amigos e ajuda a prevenir muitas doenças das plantas.
  • Usar variedades de plantas resistentes. Peça sementes aos camponeses e aos extensionistas para garantir que as que você escolhe são resistentes às pragas e doenças mais comuns.
  • Espaçar as plantas correctamente. Plantar as culturas demasiado perto umas das outras limita a luz do sol e o ar que chega às folhas e permite que as doenças se propaguem. Mas plantar as culturas demasiado longe umas das outras deixa espaço para as ervas daninhas, seca o solo e pode reduzir a colheita. Faça experiências para ver como é que o espaçamento funciona melhor para cada cultura.
  • Plantar nas alturas certas. As pragas e doenças respondem muitas vezes ao tempo meteorológico, como por exemplo às primeiras chuvas ou ao primeiro dia quente. Observar como é que cada cultura cresce e falar com outros camponeses sobre estes padrões pode ajudá-lo a decidir qual é a melhor altura para plantar. Plantar mais cedo do que o habitual pode garantir que as culturas são suficientemente grandes para resistir às pragas ou doenças que venham numa determinada altura. Plantar mais tarde pode levar a maior parte das pragas ou doenças a morrerem por falta de alimento.
Women tending different types of plants.
  • Plantar uma variedade de culturas e mudar os padrões. Das culturas. Grandes áreas só com um tipo de planta atraem as pragas que gostam dessa planta.
  • Regar por baixo. Regar por cima pode levar as doenças que vivem no solo a espalharem-se para as plantas. E as folhas e caules húmidos são bons lugares para as doenças crescerem. Usar irrigação gota a gota ou irrigação por inundação pode manter saudáveis as folhas e caules das plantas.

Procurar pragas

A man observes a caterpillar on a stalk of rice.
Observe o que os insectos fazem para ver se eles estão a prejudicar ou a ajudar a sua cultura.

Os insectos que comem plantas são uma parte normal da agricultura. Eles causam poucos prejuízos às culturas desde que permaneçam em equilíbrio com outros tipos de insectos, sobretudo aqueles que comem as pragas.

Examine as suas culturas regularmente. Isto vai ajudá-lo a compreender quando é que deve deixar os insectos amigáveis fazerem o seu trabalho e quando é que pode precisar de pulverizar com pesticidas naturais ou usar outros métodos de controlo das pragas. Quando você procura as pragas e doenças, coloque questões como estas:

  • Há partes da planta que estão a ser comidas por um insecto?
  • Os estragos estão a aumentar? Isso vai afectar a produção?
  • Há insectos amigáveis que estão a manter as pragas sob controlo?

É uma praga, um amigo ou um animal inofensivo?

Às vezes, os insectos mais fáceis de ver estão a proteger as plantas comendo as pragas. Ou a planta pode estar numa fase de crescimento em que pode aguentar algum dano por pragas e permanecer saudável.

As minhocas são importantes para um solo saudável. As abelhas, as aranhas e a maior parte dos insectos que vivem na água (como por exemplo nos campos de arroz) são amigos e ajudam a controlar as pragas. Além disso, as pequenas vespas e moscas com tubos longos e finos na parte de trás são provavelmente amigos. É melhor deixar estar os insectos amigos, para que eles possam ajudar as suas culturas.

Observe os insectos nos seus campos, para saber se eles são pragas, amigos ou insectos inofensivos. Se não tiver a certeza sobre alguns insectos, ponha-os numa embalagem em conjunto com algumas partes de plantas e olhe para eles durante vários dias. Se você descobrir ovos de insectos, observe a que é que eles dão origem. Se forem libertadas pequenas larvas ou vermes, podem ser pragas.

Se eles libertarem insectos voadores, estes são muitas vezes amigos. A principal maneira de as pragas prejudicarem as culturas é sugando o líquido delas e comendo-as.

  • Os sugadores de seiva incluem pulgões, insectos com escamas e cochinilhas, insectos saltadores em folhas e plantas, moscas brancas, tripes, ácaros e nemátodos.
  • Os insectos que comem plantas incluem lagartas, lesmas, caracóis, teredos de plantas e vagens.

Se é uma praga, como é que você pode acabar com ela?

Assim que você souber como é que a praga prejudica as culturas, pode usar pesticidas naturais feitos para esse tipo de praga.

Assim que souber quando é que a praga aparece e como é que se relaciona com o seu meio ambiente, você pode usar métodos físicos para controlar pragas. As respostas a estas perguntas podem ajudar a saber como controlar uma praga: De onde é que ela vem? Quando é que ela prejudica as culturas? Ela aparece sob uma forma e depois muda para outra forma (por exemplo, as lagartas transformam-se em traças e borboletas)? Ela serve de comida para os pássaros, para outros insectos ou para criaturas dos campos?

Pulverizar com pesticidas naturais

Os pesticidas naturais impedem que a cultura se estrague, causando muito menos danos às pessoas e ao meio ambiente do que os pulverizadores químicos. Eles são fáceis de fazer e custam menos do que os produtos químicos. Mas até mesmo os pesticidas naturais devem ser usados com cuidado.

Nunca use mais do que precisa. Lave sempre as mãos depois de os manusear. Lave sempre os alimentos antes de os comer ou vender. Um pesticida natural pode funcionar bem nalgumas condições mas não noutras. Se um tipo de pesticida natural não funcionar, experimente outros tipos.

Pesticidas naturais usados para insectos que comem plantas

Garlic, pepper, and chili pepper.
  1. Apanhe a planta que você quer usar, deixe-a secar e transforme a planta seca em pó no pilão.
  2. Mergulhe o pó em água durante a noite (uma mão-cheia de pó para um litro de água).
  3. Deite a mistura através de uma peneira ou pano para retirar os sólidos.
  4. Junte um pouco de sabão suave para ajudar o pesticida a agarrar-se às plantas.
  5. Pulverize ou espalhe a mistura sobre as plantas. Teste a sua mistura numa ou duas plantas primeiro. Se parecer que faz mal às plantas, pode ser que ela seja demasiado forte. Acrescente mais água e teste novamente até parecer que funciona.
  6. Repita conforme for necessário e depois de chover.

Pesticidas naturais usados para insectos que sugam seiva

Os insectos que sugam a seiva são mortos ao serem cobertos com sabão suave ou óleo que bloqueia os seus buracos de respiração. Pulverizar as plantas com água de sabão suave ou água misturada com óleo vegetal vai matar estas pragas. Não use detergentes ou sabões fortes, porque eles vão prejudicar as plantas, o solo e os insectos

Outros pesticidas naturais

A urina diluída em água e pulverizada sobre as plantas mata as pragas. Misture uma chávena de urina com 10 chávenas de água. Deixe assentar num recipiente fechado durante 10 dias. Passados 10 dias, pulverize a mistura sobre as suas culturas.

O tabaco mata muitas pragas. Ferva uma chávena de folhas de tabaco ou pontas de cigarros em 5 litros de água. Peneire as folhas ou pontas de cigarro, junte um pouco de sabão e pulverize sobre as plantas. Não use tabaco sobre tomate, batatas, pimentos ou beringela. Isso vai estragar estas plantas e não vai matar a maior parte das pragas que as atacam.

IMPORTANTE! O líquido do tabaco é veneno! Evite pôr líquido do tabaco sobre a pele ou roupas. Evite respirar o vapor quando está a ferver as folhas.

Métodos físicos para controlar pragas

A bat, a bird, a frog, and a snake.
Observe os animais no seu campo para saber se eles controlam as pragas.

Há muitas maneiras de controlar pragas ou de encorajar os predadores e os parasitas, com base nos seus hábitos e ciclos de vida. Fale com outros camponeses para saber os métodos que eles usam.

Animais e insectos

Muitos pássaros, morcegos, cobras e insectos comem pragas e fazem a polinização das culturas. Você pode saber o que é que um pássaro come pelo tipo de bico que ele tem e observando a forma como ele actua nos seus campos. Para afugentar os pássaros que estão a comer as culturas, alguns camponeses penduram coisas brilhantes perto das culturas, como por exemplo papel brilhante, fitas de cassetes antigas e restos de metal.

A maior parte dos morcegos comem mosquitos. Alguns morcegos comem fruta e poucos picam os animais. Ao observá-los a comer ou ao olhar para os restos da sua comida por baixo do lugar onde eles dormem à noite, você pode saber se eles estão a comer fruta das suas árvores ou se estão a comer insectos que o picam ou que comem as suas culturas.

Alguns métodos físicos para controlo das pragas

Para controlar as moscas da fruta, ponha alguma fruta podre numa garrafa de plástico com buracos do tamanho das moscas da fruta. Pendure a garrafa numa árvore de fruto que você quer proteger cerca de 6 semanas antes de a fruta amadurecer (quando as moscas começam a pôr os seus ovos na fruta). As moscas vão voar para dentro da garrafa, mas não vão ser capazes de sair.

Illustration of the below: a bottle hanging from a tree limb.
Faça pequenos buracos numa garrafa.
Armadilha para as moscas da fruta

Muitas pequenas vespas alimentam-se de pólen e atacam as pragas. Cultivar plantas com flores que fazem muito pólen vai atrair essas vespas e elas vão proteger as culturas em relação às pragas.

As árvores altas plantadas à volta do seu campo podem fazer parar os gafanhotos ou levá-los a passar por cima do seu campo. As árvores também dão abrigo a insectos úteis.

As formigas são predadoras ferozes. Se as suas culturas forem atacadas por larvas, espalhe água com açúcar sobre os caules ou tubérculos colhidos. As formigas vão aparecer por causa da água com açúcar e vão ficar para comer as larvas!

Muitos insectos voadores põem os seus ovos nas culturas. Depois os ovos abrem e transformam-se em pragas sob a forma de larvas ou lagartas. Pendurar uma lanterna sobre um balde ou buraco cheio de água vai atrair os insectos voadores, que depois caem na água e se afogam. Isto resolve o problema antes de quaisquer ovos poderem ser postos ou chocarem.

Mudar os padrões das culturas

As culturas da mesma família de plantas apanham as mesmas pragas e doenças. Por exemplo, se você plantou sempre batatas no mesmo campo, o escaravelho da batata pode viver e procriar nesse terreno. Mas se de 3 em 3 anos você plantar alguma coisa que eles não conseguem comer, os escaravelhos vão-se embora ou morrem. A cultura do terceiro ano não deve ser um parente da batata, como por exemplo o tomate ou o pimento. Deve ser qualquer cultura completamente diferente, como por exemplo milho. A isto chama-se rotação de culturas. As duas maneiras de prevenir a doença e as pragas são a rotação de culturas e o plantio de vários tipos de culturas em conjunto.

Fazer rotação de culturas

Rodar as culturas (mudar as culturas que você produz num terreno específico) controla as doenças e pragas ao retirar-lhes a sua comida. Além disso, vai melhorar o solo ao acrescentar diferentes nutrientes. Por exemplo, rodar cereais numa época com feijão na época seguinte vai tornar o solo mais rico. Os cereais crescem alto e fornecem matéria orgânica, enquanto o feijão acrescenta azoto ao solo.

Illustration of the below: trap plants.
O cardo atrai pulgões danosos.
As culturas alimentares perto do cardo têm poucos pulgões.
As “plantas armadilha” atraem pragas para longe das suas culturas.

Plantar vários tipos de culturas em conjunto

Plantar diferentes tipos de culturas cria lugares para os insectos úteis viverem e torna mais difícil às pragas encontrarem a cultura que elas gostam de comer. Cultivar muitos tipos de culturas também melhora a segurança alimentar, porque se uma cultura falhar, há outras para usar. Plantar diferentes culturas perto umas das outras, protege as suas culturas contra as pragas das seguintes formas:

  • Algumas ervas de cheiro forte e legumes mantêm as pragas afastadas.
  • Algumas flores atraem predadores que comem as pragas.
  • Algumas plantas “apanham” as pragas. Isto é o oposto da ideia de manter as pragas afastadas. Se você plantar alguma coisa de que as pragas gostam mais do que a sua cultura, elas vão ficar na “planta armadilha” e deixar a sua cultura em paz

Os camponeses também combinam árvores com animais e culturas, para aumentar os benefícios de cada um deles.



Esta página foi actualizada: 23 fev. 2024