Hesperian Health Guides

Actividades para aprender a mobilizar

Neste capítulo:

As actividades de grupo podem ajudar as pessoas a compreenderem as causas profundas dos problemas de saúde e a fazerem planos para mudanças. As actividades que você vai usar dependem do que você precisa de saber, do que espera fazer e de quais os recursos disponíveis. As actividades podem:

  • Juntar as pessoas para que identifiquem problemas comuns;
  • Ajudar a descobrir o que é que as pessoas sentem e do que precisam mais;
  • Recolher informação sobre o que está a causar o problema de saúde;
  • Analisar problemas para descobrir as suas causas imediatas e as suas causas profundas;
  • Reunir todos os pontos de vista da comunidade. Um projecto não será bem-sucedido se alguns grupos ou opiniões forem deixados de fora. As pessoas não vão querer ajudar se as suas opiniões forem ignoradas!


A saúde ambiental é sempre uma questão comunitária e implica que as pessoas trabalhem juntas para fazerem melhorias. Quer o objectivo seja reduzir o risco de uma epidemia, plantar uma horta comunitária, melhorar a saúde e a segurança das pessoas que vivem perto de uma fábrica ou trabalham numa mina, ou abordar alguma outra questão de saúde ambiental, quanto mais pessoas partilharem a compreensão do problema e partilharem o compromisso de o resolver, mais bem-sucedidas vão ser.

As mulheres precisam de uma voz

Nalgumas comunidades, é mais provável que as mulheres e as raparigas participem em actividades organizadas se estiverem num grupo separado dos homens. O grupo de mulheres apresenta depois as suas ideias ao grupo mais alargado. Desta forma, as mulheres e as raparigas têm a possibilidade de falar com uma voz forte e unida perante toda a comunidade. Ao fortalecer a voz das mulheres e raparigas, e construir as suas capacidades de liderança, toda a comunidade se torna mais forte.

 illustration of the below: 5 women gather for a group discussion next to a sign reading, "Toilets too far from my house. Safer to go in the bush. No way to wash."
As latrinas não são seguras para as crianças.
Durante a menstruação não estamos autorizadas a usar as latrinas.
Se quer resolver um problema, trabalhe com as pessoas afectadas pelo problema.

Discussão orientada

Para a compreensão dos problemas de saúde, as pessoas precisam de falar umas com as outras. Uma discussão orientada é uma forma de um grupo de pessoas falar e de se colocarem e responderem a questões específicas. A actividade “Mas porquê…?” (ver “Descobrir a causa do problema”, “Trabalhar para compreender as causas”, “Por que é que o desastre aconteceu?”, “Compreender por que é o que o Timóteo morreu” e “Porque é que a Sangu morreu?” é um tipo de discussão orientada.

Os Desenhos para Discussão (ver Como é que os produtos químicos entram na água? e Como é que os pesticidas entram no corpo?) e o Mapeamento do corpo são também tipos de discussões orientadas.

Mapeamento comunitário

 A group of men and women bend over to make a map.
Faça mapas com canetas ou tinta sobre papel, ou no chão com pedras, paus e qualquer outro objecto disponível.

O mapeamento comunitário é uma actividade na qual as pessoas fazem um mapa em conjunto com base no que vêem e sabem sobre a sua comunidade. Ao fazer um mapa de saúde comunitária, você pode aprender:

  • Onde é que estão os problemas de saúde;
  • Quem é que estes problemas afectam;
  • Como é que estes problemas de saúde podem acontecer por causa das condições no ambiente.


Fazer um mapa pode ajudar as pessoas a descobrir padrões nos problemas de saúde, começando a identificar as causas profundas destes problemas, e verem como é que as condições na comunidade mudaram com o passar do tempo. Um mapa também pode ajudar as pessoas a identificar forças e recursos comunitários importantes de que podem não ter tido consciência. E o mapeamento pode ser usado como um passo para a protecção de importantes lugares tradicionais ou sagrados (como exemplos de mapeamento, ver “Visitar os lugares onde as pessoas vão buscar água”, “Planear um projecto comunitário de uma bacia hidrográfica”, e “Fazer uma avaliação dos resíduos hospitalares”).

Descobrir o que a comunidade precisa

Frequentemente, as pessoas têm opiniões diferentes sobre quais são os problemas da sua comunidade e sobre a melhor forma de os resolver. Ajudar todos a terem consciência do leque de problemas que existem e das várias causas dos problemas, e ajudar as pessoas a decidirem quais os problemas que vão trabalhar a curto prazo e quais serão tratados a longo prazo é por vezes chamado de “estudo de necessidades” (para mais exemplos de actividades de estudo de necessidades, ver “2 Círculos”, “Remover barreiras às latrinas para mulheres” e “10 sementes”). Um bom processo de estudo de necessidades pode ajudar a garantir que as necessidades e capacidades de todos são tidas em conta no planeamento.

Men, women and children walk together through a village of thatched huts.

Caminhadas para a saúde

Durante uma caminhada para a saúde, as pessoas olham de perto para a sua comunidade. Tentam descobrir o que pode estar a causar problemas de saúde, como por exemplo uma fonte de água pouco segura, um negócio poluente ou a falta de lenha. Quando uma caminhada para a saúde é feita em grupo, as pessoas partilham umas com as outras as diferentes coisas que sabem sobre os problemas. Depois podem trabalhar juntas para encontrar soluções possíveis. Quando mais pessoas estiverem envolvidas, melhor (para exemplos de caminhadas para a saúde, ver “Organizar uma caminhada pelo lixo” e “Fazer uma avaliação dos resíduos hospitalares”).

A mudança ao longo do tempo

Uma outra forma de compreender os problemas e as necessidades numa comunidade é comparar as condições presentes com as condições no passado. Depois pense como é que você gostaria que as coisas fossem no futuro. Uma maneira de fazer isto é juntar as histórias das pessoas mais velhas da sua comunidade.

Incentivar os jovens na comunidade a liderarem estas actividades ajuda a criar respeito e compreensão entre gerações. E também ajuda a preservar as tradições comunitárias que todos querem manter.

Uma cronologia comunitária pode ajudar as pessoas a compreenderem como é que as mudanças ocorreram de geração para geração e a ter em conta acontecimentos significativos como uma estrada que foi pavimentada, uma fábrica que abriu, uma barragem a ser construída, etc. Mapear as mudanças ambientais é outra maneira de partilhar conhecimento sobre a história da comunidade através de imagens ou mapas de mudanças ao longo dos tempos nos campos, quintas, florestas, aldeamentos, rios e lagos (para um exemplo, ver “Planear um projecto comunitário de uma bacia hidrográfica”).

Actividades de desenho

Fazer e observar desenhos pode ajudar-nos a encontrar soluções para problemas que podemos não conseguir ver de outra forma. Os desenhos podem ser usados para iniciar discussões orientadas e desenhar pode ser uma maneira de as pessoas que não sabem ler ou escrever bem se expressarem e participarem na liderança de grupos (como exemplos de actividades de desenho, ver “Como é que as doenças diarreicas se propagam” e “Desenhar soluções para os pesticidas”).

Men and women make drawings.

Algumas comunidades trabalham em conjunto para pintar imagens em paredes de edifícios (pintura mural) que expressam os seus problemas e a esperança em relação a vel (para obter ideias sobre como fazer e usar desenhos na educação de comunidades, ver o livro da Hesperian Helping Health Workers Learn).

Estudos comunitários

Os estudos comunitários são uma maneira organizada de reunir informação. Podem ser usados para descobrir que problemas de saúde as pessoas têm, para ver semelhanças e diferenças naquilo que as pessoas pensam e em que acreditam, ou para medir o apoio a diferentes planos ou acções na comunidade.

A female survey worker visits at the doorway of a home and listens to a woman as two other women watch.

Num estudo, são colocadas as mesmas perguntas, da mesma maneira, a todas as pessoas que participam no mesmo. Os estudos podem ser feitos nas casas, nos locais de trabalho, nas escolas, nos locais de oração, nos locais de reunião ou mesmo pelo telefone ou pelo correio.

Os estudos permitem que as pessoas partilhem os seus pensamentos em privado, sem terem de ir a reuniões ou outros acontecimentos públicos. Podem ser uma maneira de ter em conta as ideias e preocupações das pessoas que poderão ter medo ou que não estão autorizadas a participar no processo de tomada de decisão da comunidade. Muitas vezes as pessoas falam mais à vontade quando são mulheres que administram o inquérito. (Para um exemplo de um estudo de saúde comunitária, ver “Comunidades afectadas pelo petróleo organizam um estudo sobre saúde”).

Teatro

O teatro é uma maneira de abordar alguns problemas e propor soluções ao mesmo tempo que entretém e diverte as pessoas. Estas podem representar as suas próprias experiências e imaginar as experiências dos outros. Algumas questões e conflitos podem ser olhados mais facilmente se forem representados noutro tempo e lugar (na página seguinte pode ver algumas formas de usar o teatro).

Sociodrama

illustration of the above: People watch as 2 men and a woman act out a drama.
Qualquer história pode ser transformada num sociodrama, desde que tenha personagens e seja trabalhado um problema.

Um sociodrama permite que as pessoas representem um problema e demonstrem algumas das suas causas e efeitos. Um exemplo de como o sociodrama é usado para falar de um conflito sobre recursos florestais encontra-se nas Conflitos florestais.

Os sociodramas podem fazer surgir muitas emoções. Alguns organizadores comunitários gostam de terminar com as pessoas a cantarem uma canção em conjunto ou a fazerem alguma outra actividade de ‘cooperação’.

O teatro interactivo é uma espécie de sociodrama no qual todos vêem e participam ao mesmo tempo. Qualquer pessoa da audiência pode dizer aos actores que parem e depois pode tomar o lugar de um actor e representar uma solução diferente para o problema. Isto é especialmente útil em situações em que as pessoas representam à vez o papel da pessoa que tem pouco ou nenhum poder.

Dramatização

Uma dramatização não requer tanta preparação como o sociodrama e pode ajudar a explicar diferentes pontos de vista ou a resolver conflitos. As pessoas representam diferentes papéis em situações da vida real para mostrar como é que actuariam. Você pode discutir e repetir a dramatização para compreender porque é que as pessoas se comportaram de determinada maneira.

Mudar a maneira como as pessoas com poder actuam é fácil no palco, mas é muito difícil na vida real. Usar o teatro para praticar a forma como interagimos com as pessoas que têm poder sobre nós ajuda as pessoas a prepararem diferentes formas de responderem ao poder na vida real.

A child behind a table on its side performs a puppet show for 2 other children.

Espectáculo de marionetas

Um espectáculo de marionetas usa bonecos em vez de pessoas para representar a história de um conflito comunitário. Eles fazem as pessoas rir e podem ajudá-las a verem as coisas de forma diferente da que estão habituadas a ver. Para algumas pessoas é mais fácil falar através de marionetas do que representar em palco.


Esta página foi actualizada: 23 fev. 2024